Home Notícias Minas Gerais Igreja tombada em Diamantina fica em ruínas e é interditada devido ao risco de desmoronamento

Igreja tombada em Diamantina fica em ruínas e é interditada devido ao risco de desmoronamento

A igreja Santa Rita de Cássia, no distrito de Sopa, em Diamantina, na região Central de Minas Gerais ficou em ruínas e precisou ser interditada após ser consumida pelo fogo nesta sexta-feira (4). Ao todo, polícias Militar e Civil, Defesa Civil, três viaturas do Corpo de Bombeiros e um caminhão-pipa da Copasa foram mobilizados.

Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

“O incêndio consumiu toda a estrutura da capela, ficando as paredes em ruínas sem desmoronar, sendo necessário interdição total do local, uma vez que a qualquer momento poderá desabar o restante da estrutura”, afirmaram os bombeiros por nota após horas de trabalho.

Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Segundo a prefeitura de Diamantina, a construção localizada no distrito de Sopa foi tombada pelo município em abril de 2003 – inscrição no Livro de Tombo 01/2013. Por isso, o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) foi acionado.

Os bombeiros “combateram incansavelmente as chamas”, mas a estrutura não pode ser salva. Segundo a corporação, o fogo na igreja Santa Rita começou por volta das 15h40. Os militares afirmam que “não há relato de vítimas”.

Assista a outro vídeo aqui.

Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Diamantina, a cerca de 300 km de Belo Horizonte, é conhecida por seu vasto patrimônio arquitetônico, cultural e natural rico e preservado. “Em 1938, o conjunto arquitetônico do Centro Histórico da cidade foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, e, no final da década de 90, veio o reconhecimento mundial: Diamantina recebe da Unesco o título de Patrimônio Cultural da Humanidade”, diz o site da prefeitura.

Comentários