Home NotíciasBHProfessora se mobiliza para ajudar alunos de escola em BH: ‘Estava com fome’

Professora se mobiliza para ajudar alunos de escola em BH: ‘Estava com fome’

A professora Sheila Patrick Ribeiro da Silva foi além de suas atribuições em sala de aula e iniciou uma campanha de arrecadação de brinquedos para seus alunos. Agora, ela também pede ajuda para arrecadar cestas básicas e levar alimentação a estudantes que, por vezes, não têm o que comer. A docente leciona na Escola Estadual Síria Marques da Silva, no bairro Jardim Leblon, região de Venda Nova, em BH. As doações poderão ser deixadas lá.

“Dou aulas há 27 anos e leciono nessa escola pela manhã. Na turma que dou aula, do 5º ano do ensino fundamental, tem apenas 18 anos e é a mais complicada que já estive. Os alunos chegam sonolentos muitas vezes e com algumas reclamações. Um dia acordei um aluno que estava dormindo em sala e perguntei o que tinha acontecido. Ele me disse que estava com muita fome, que ainda não tinha comido nada”, relata a professora.

A educadora explica que, na maioria das vezes, os alunos não falam. “Por vergonha mesmo. Mas meu olhar atento e experiência me dizem isso. Esses alunos, geralmente, ou estão muito sonolentos ou agitados demais”, explica.

Ela ainda reforça que muitas vezes a escola é único local em que eles encontrarão uma boa refeição. “Aí um aluno pergunta: ‘professora, falta quanto tempo para a merenda?’. Eu sei que estão precisando comer. Quando os acompanho até a cantina, vejo que repetem várias vezes o prato. Eles têm vergonha da própria condição”, continua a educadora.

Um dos alunos da professora contou que a mãe trocou o dinheiro que seria para o alimento por bebida. “Ele falou que foi comer na casa de um amigo, que tinha ficado um tempo bom sem comer. Quando os casos ficam mais graves, vamos até a diretoria para que algo de fato seja feito”.

Nas aulas, a professora gosta de trabalhar valores morais para estimular os alunos. “Não é porque moram na favela, que devem ter atitude de ‘favelados’. Gosto de ouvi-los sempre, mostrar que podemos melhorar. Vez ou outra sou ameaçada por alguns alunos, mas quero acreditar que a educação ainda é o caminho para mudar o mundo. Eles [alunos] estão embrutecidos pela vida, mas no fundo ainda são crianças”, comenta.

Quem puder ajudar, as cestas básicas podem ser entregues na escola ou enviadas para o local. A escola fica na rua Inglaterra, 410, Jardim Leblon, Belo Horizonte. O telefone de contato é: (31) 3452-3600.

Campanha do Dia das Crianças

A professor gosta de se inspirar em matérias do site Razões Para Acreditar. “Pego muitas matérias de lá para trabalhar com a minha turma. Sempre vejo que eles fazem vaquinhas on-line para ajudar as pessoas. Decidi pedir para eles fazerem algo assim pela escola. Aí iniciamos uma campanha de arrecadação de brinquedos para o Dia das Crianças”, explica.

O projeto faz parte da matéria de ética. “Pedi para que os alunos me dissessem quem eles são e o que gostariam de ganhar, mais ou menos na faixa de R$ 100. Estipulamos esse valor na nossa aula de matemática financeira”, continua.

Após a matéria do site viralizar, a turma recebeu quase todos os presentes pretendidos. “Meu telefone não parou de receber mensagens. O pessoal de uma faculdade já quer abraçar a escola como um todo. É uma instituição muito carente, então sempre estão precisando de algo”.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários