Home Notícias Brasil Mulher traída tortura e mantém suposta amante do marido em cárcere

Mulher traída tortura e mantém suposta amante do marido em cárcere

A Polícia Civil de Minas Gerais, em conjunto com a corporação de São Paulo, resgatou uma jovem natural de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, de um cárcere em que ela ficou presa por cerca de 24 horas. A vítima foi capturada por integrantes de uma organização criminosa, na cidade de Campinas (SP), onde trabalhava, e levada ao local. Lá, ela sofreu agressões e foi torturada, tendo o cabelo cortado pelos envolvidos.

De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu no dia 24 de setembro e a mãe da vítima foi a responsável por informar as autoridades a respeito do ocorrido. Ela recebeu uma mensagem de voz no celular informando que a filha seria morta. A principal autora do crime enviou o conteúdo à mulher.

A motivação para que a jovem fosse mantida em cárcere e torturada seria o fato de que ela envolveu-se em um caso extraconjugal com o marido da mandante do crime, que também faz parte da organização criminosa.

Enquanto a vítima sofria agressões, os envolvidos – três mulheres e um homem -, gravaram vídeos da situação e publicaram as imagens nas redes sociais da jovem. Para evitar o pior, logo que receberam a denúncia, policiais civis de Minas fizeram contato com a corporação em São Paulo.

A jovem foi resgatada e levada para uma delegacia, onde prestou depoimento, e na sequência foi encaminhada para realizar exames de corpo e delito. Agora, ela está escondida em outro Estado. Quando chegaram ao local do cárcere, os policiais encontraram apenas a vítima. Ela estava abalada e disse sentir bastante medo do que poderia ocorrer.

Os envolvidos no crime foram identificados, mas a localização deles ainda é um mistério. Agora, as autoridades trabalham para identificar a participação de cada um deles e a forma como devem ser responsabilizados. Outros detalhes não foram divulgados para que a investigação não seja comprometida.

Comentários