Home Variedades ‘Mulher não aguenta ser’, dispara Leo Dias ao defender global que enalteceu masculinidade

‘Mulher não aguenta ser’, dispara Leo Dias ao defender global que enalteceu masculinidade

O jornalista e apresentador Leo Dias, do programa Fofocalizando, foi muito criticado nas redes sociais após ofender mulheres durante o vespertino televisivo, nessa segunda-feira (4). Ele defendeu o ator Juliano Cazarré, que falou sobre a importância da masculinidade. O tema gerou polêmica também com os outros apresentadores do programa.

No início do programa foi exibida uma matéria sobre uma publicação do ator Juliano Cazarré. Na postagem, o ator colocou um vídeo de uma família de gorilas. “A masculinidade é uma construção social… Só que não! PROVER E PROTEGER: a masculinidade faz do mundo um lugar mais seguro. PS1: Quem tem um pai legal sabe. PS2: Esse gorila é mais cavalheiro do que muito homem por aí… dorme com esse barulho”, escreveu o ator.

Após a postagem, o ator recebeu diversas críticas de seguidores. “A crítica à masculinidade frágil não diz respeito à força, à natureza… Ninguém critica o homem que cuida da sua família. O que se critica é a construção de que o homem não pode sofrer, não pode chorar”, escreveu uma mulher. O ator rebateu: “Quando qualquer coisa é motivo para a pessoa descarregar seu discurso ideológico. Parabéns, a lavagem cerebral que você sofreu foi completada com sucesso”.

Assim que a matéria acabou, todos os apresentadores se manifestaram contrários à opinião do ator, menos Leo Dias. “Eu acho que, mais uma vez, a gente tem que respeitar a opinião do outro. Eu vejo algum sentido sim no que ele fala. Eu concordo que é necessário, que é importante uma figura masculina na criação de uma criança. Acho necessário sim. Muitas vezes não tem e tudo bem, ele vai procurar a figura de um tio, alguém próximo”, começou o apresentador.

“Eu entendo esse pensamento dele de que, para certos trabalhos, como o caso do gari, é necessária uma força física maior que só o homem tem. Uma mulher não tem condição de assumir aquele caminhão do lixo, que é um trabalho pesado demais para uma força feminina. É a minha opinião. Pedreiro? Mulher não aguenta ser. É uma questão de força física”.

Ele continua e cita o exemplo de competições esportivas. “Por isso que, nas Olimpíadas, os homens não competem com as mulheres, porque a força física é diferente uma da outra. Eu entendo a posição dele, não estou dizendo que ele está depreciando a mulher, a figura feminina é fundamental, necessária. Eu acho que a gente deveria trabalhar mais, na sociedade, o respeito à opinião do outro, aceitar a opinião do outro”, completa.

Logo após essa fala, a apresentadora Lívia Andrade ficou revoltada com as declarações e respondeu. “Eu te provo e te garanto, com exemplos vivos, que a mulher não só faz, como também tem força e pode até ser superior em algumas coisas, como garis, pedreiras”.

Nas redes sociais, as pessoas condenaram a atitude do jornalista. Para a maioria, ele não poderia ter defendido o ator.

Comentários