Home Notícias Brasil Viagens vigiadas, conversas gravadas e exclusividade para mulheres: Uber lança pacote de segurança

Viagens vigiadas, conversas gravadas e exclusividade para mulheres: Uber lança pacote de segurança

A Uber anunciou nesta quarta-feira (6) uma série de novidades que tem como foco a segurança de passageiros e motoristas parceiros. Entre as medidas estão novas funcionalidades no aplicativo, algumas já em uso na América Latina e outras que serão lançadas ao longo dos próximos meses. A empresa também divulgou projetos focados nas mulheres, principalmente em relação às violências sofridas por elas, e em comunidades como Heliópolis, a maior favela de São Paulo.

Os anúncios foram realizados durante o Uber Destino 2019, iniciativa que reuniu profissionais da empresa de todo o mundo e jornalistas de diferentes localidades. A reportagem do BHAZ viajou para o evento a convite da empresa.

Confira as principais novidades.

Antes da viagem

As funcionalidades anunciadas pela Uber contemplam, principalmente, o momento antes de uma viagem e durante a corrida em si. Além da checagem de antecedentes criminais para motoristas parceiros, a primeira parte conta um parceria entre a empresa e o Denatran para verificação de dados pessoais. O objetivo é confirmar as informações cadastrais dos condutores em tempo real. O mesmo vale para entregadores do Uber Eats, serviço de entrega de comida.

Já o U-chek é mais recente e trata-se de outra parceria. Junto ao Serasa, ela permite checar as informações de identificação dos usuários do aplicativo. A ferramenta foi desenvolvida pelo Tech Center de São Paulo, umas das unidades da empresa voltada para o desenvolvimento e otimização de novas tecnologias com foco em segurança.

Outra ferramenta a ser lançada no Brasil é o Liveness Detection, para que motoristas tenham suas identidades confirmadas ao vivo, em tempo real. A medida visa evitar fraudes e aumentar a segurança. Por enquanto, os parceiros são solicitados a tirar selfies, de maneira aleatória, antes de aceitar uma viagem, para que sejam reconhecidos.

Outra medida contra fraudes e também para confirmação de identidades, já em uso no Chile, é o reconhecimento por meio do escaneamento de documentos como RG, cartão de crédito e passaporte. A tecnologia é capaz de reconhecer, inclusive, documentos falsos ou alterados.

A funcionalidade a seguir também deve ser lançada no Brasil nos próximos meses, a partir de São Paulo e outras cidades das redondezas. Ela surgiu por meio da observação de preferências de motoristas, que prezam pela transparência e pelo controle do que desejam em uma viagem. Trata-se da possibilidade de desabilitar a opção de pagamento em dinheiro.

Em breve, a Uber também trará ao Brasil a verificação de viagens com base em senhas. O usuário poderá definir uma senha de quatro dígitos que será compartilhada com o motorista, de maneira manual ou automática. A tecnologia usa ondas ultrassom para transmitir o código entre o usuário e o condutor a fim de constatar que o passageiro e o parceiro são eles mesmos. Ela pode evitar, por exemplo, que você embarque em um carro errado ou que outra pessoa tome seu lugar em uma viagem.

Durante a viagem

Em funcionamento nos Estados Unidos há algumas semanas, a checagem de rota – a Ride Check -, é outra medida a ser disponibilizada por aqui. Funciona assim: Caso o Uber tenha uma parada considerada anormal, uma mensagem é enviada para o passageiro e o motorista. O objetivo é descobrir se está tudo bem ou se um dos dois, ou ambos, precisam de ajuda. A verificação ocorre por meio do monitoramento da velocidade do carro, da rota, e de paradas com tempos inesperados.

Ainda será possível, durante a viagem, gravar áudios das conversas dentro dos carros, tanto para motoristas quanto para passageiros. A medida deve ser usada em casos de desconforto e as gravações poderão ser usadas para reportar incidentes ou denúncias. Elas serão criptografadas e a Uber só terá acesso caso uma das partes decida enviar o conteúdo registrado. Brasil e México serão os primeiros países a recebê-la.

Outra funcionalidade de segurança a ser lançada é a possibilidade de reportar incidentes ainda durante as viagens. As mensagens serão enviadas para a equipe da Uber, em uma central, e serão respondidas o mais rápido possível.

Pensando em levar segurança também para quem não está em uma viagem, a Uber lançará o Alerta de Ciclofaixa. O recurso tem como objetivo orientar os envolvidos em uma corrida a ter cuidado ao abrir ou fechar as portas do veículo, para que nenhum ciclista seja atingido ou bata contra o carro em questão.

Ex-agente do FBI

Para trabalhar ainda mais a segurança da plataforma, e dos envolvidos, a Uber montou um time com especialistas que tiveram passagens por equipes de inteligência de todo o mundo e até mesmo pelo FBI, a Polícia Federal norte-americana.

Lourdes McLoughlin trabalhou para o FBI por 23 anos e depois de aposentar-se foi chamada pela Uber para integrar a Diretoria de relações com autoridades policiais da América Latina. O grupo é responsável por dar apoio operacional e treinamento para autoridades policiais, além de fornecer dados oficiais que ajudem as autoridades em investigações. Dois brasileiros fazem parte do time: Leandro Segalla e Marcello Simões, ambos com passagens pela Polícia de São Paulo.

Durante o Uber Destino, Lourdes relatou casos em que a empresa ajudou autoridades a lidar com diferentes crimes. Em um deles, a polícia de Londres identificou um motorista que viu de perto e gravou um ataque terrorista depois que a Uber listou condutores que estavam nas proximidades do atentado. Em outro caso, no México, as autoridades conseguiram rastrear uma mulher que levou um bebê de uma maternidade. A criança foi devolvida aos pais depois que motoristas da região foram acionados em busca de informações.

O grupo atua em parceria com diversas instituições em diferentes países e, apenas em 2019, mais de 2200 policiais e fiscais de segurança foram capacitados. A equipe atua, inclusive, para aumentar q conscientização e incentivar denúncias contra o tráfico de pessoas.

U-elas: Mulheres em foco

Recentemente, a Uber lançou uma nova ferramenta voltada para mulheres parceiras. Agora, elas podem escolher aceitar e fazer viagens apenas com outras mulheres, sem nenhuma penalidade por isso. A iniciativa, no entanto, não é a única.

A Uber assumiu compromisso público no enfrentamento à violência contra a mulher e, para isso, criou materiais de educação para motoristas de maneira geral – entre eles podcasts e vídeos no YouTube -, condições especiais para que elas aluguem carros e possam trabalhar, além de dicas para que sejam empoderadas economicamente. A presidente da Uber Brasil, Claudia Woods, destacou que apenas 6% dos motoristas parceiros no país são mulheres e que o objetivo é fazer com que este número aumente.

Outra parte importante do compromisso da Uber com as mulheres está relacionada ao apoio dado a vítimas de violência. Agora, existe uma preocupação maior de que motoristas e usuárias recebam atendimento mais empático e eficiente, para que sejam incentivadas a encaminhar os casos às autoridades competentes.

Os institutos Igarapé e Patrícia Galvão, junto com a Rede Feminista de Juristas, a Força Meninas, a Promundo, e a Plan International são algumas das parceiras da empresa nas iniciativas. A Uber ainda anunciou o investimento de R$ 5 milhões em parcerias para o combate à violência contra a mulher ao longo dos próximos três anos.

Heliópolis

Por fim, durante o Uber Destino 2019, a empresa ainda ressaltou ter criado um projeto para que moradores da maior favela de São Paulo possam usar o serviço como o restante da população. É que muitos motoristas evitavam o local por medo e insegurança.

Para mudar tal realidade, a Uber criou pontos de embarque físicos e virtuais envolvendo a comunidade. Nos físicos, as estruturas foram adaptadas para receber passageiros que aguardam viagens. Já os virtuais foram direcionados para locais como postos de combustíveis e hospitais, onde a sensação de segurança é maior.

Toda a divulgação da iniciativa envolveu moradores locais. Eles foram responsáveis desde a criação do vídeo da campanha e até mesmo por estampar cartazes anunciando a novidade.

Roberth Costa

Roberth Costa é publicitário, repórter e editor no Bhaz.

Comentários