Home Notícias Brasil Augusto Nunes agride Glenn Greenwald durante programa do Pânico

Augusto Nunes agride Glenn Greenwald durante programa do Pânico

O colunista da Jovem Pan, da revista Veja e da RecordTV, Augusto Nunes, agrediu o jornalista Glenn Greenwald no início da tarde desta quinta-feira (7) durante o programa Pânico, da Jovem Pan. A agressão foi flagrada pela transmissão ao vivo da atração realizada pelo YouTube – o programa é veiculado pela rádio.

Fundador do site The Intercept e principal responsável pela Vaza Jato (vazamentos de diálogos entre promotores e o então juiz Sérgio Moro), Glenn foi surpreendido com a presença de Augusto Nunes ao chegar no programa da Jovem Pan.

“Acabei de chegar no Jovem Pan pra fazer @programapanico e descobri que @augustosnunes – que disse que um juiz de menores deve investigar a remoção de nossos filhos – vai participar. Tô muito feliz pq tenho muitas perguntas pra ele”, tuítou na conta pessoal.

Nunes sugeriu em setembro que Glenn e seu marido, David Miranda, fossem investigados por suposta negligência com os dois filhos. A acusação, sem base em nenhum indício, gerou intensa crítica contra o colunista da Veja.

Agressão

Dado o histórico, o clima já começou tenso entre os desafetos. O programa conhecido justamente por procurar confusões chegou a definir o encontro entre os dois como “Dia de Treta”.

Em um determinado momento, Glenn interpelou Nunes sobre o tema. “O que ele fez, o que ele disse na Jovem Pan, foi a coisa mais feia e mais suja que eu vi na minha carreira como jornalista, inclusive fazendo uma guerra com CIA [Agência Central de Inteligência do governo estadunidense], com governo Obama [Barack, ex-presidente dos EUA], com o governo do reino unido”, iniciou a fala.

“Ele disse que um juiz de menores deveria investigar nossos filhos e decidir se devemos perder nossos filhos, se eles deveriam voltar para o abrigo [os dois filhos do casal foram adotados]. Acusando que estamos abandonando, sendo negligentes com nossos filhos. Quero saber se você acredita ainda que um juiz deveria investigar nossa família”.

Augusto Nunes, então, retrucou. “Neste país, quem tem que se explicar é quem comete crimes e fica cobrando quem age honestamente. Eu convido ele a provar em que momento eu pedi que algum juizado fizesse isso, eu disse apenas que o companheiro dele passa o tempo todo em Brasília lidando com material roubado, e eu me pergunto quem é que vai cuidar dos filhos”.

“Você é um covarde”, respondeu Glenn. A partir desse momento, as agressões começaram:

Comentários