Home NotíciasVariedadesMorre Jesus Sangalo, irmão de Ivete Sangalo, após 80 dias internado

Morre Jesus Sangalo, irmão de Ivete Sangalo, após 80 dias internado

Morreu nesta quinta-feira (7), aos 54 anos, Jesus Sangalo, irmão da cantora de axé Ivete Sangalo. O ex-empresário da artista estava internado há cerca de 80 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital Santa Izabel, em Salvador. O velório será realizado nesta sexta-feira (8), a partir de 11h, no cemitério Jardim da Saudade de Salvador.

Familiares de Jesus disseram ao G1 que ele estava internado no hospital há quase três meses. O empresário sofreu uma complicação de uma cirurgia bariátrica, apresentando quadro de sepse abdominal, doença desencadeada pela inflamação que se espalha pelo organismo diante de uma infecção.

Leia mais: Alice Wegmann fala sobre caso com Arthur Aguiar e critica Léo Dias: ‘Machista e irresponsável’

Em agosto deste ano, quando já estava internado, a cantora Ivete Sangalo fez uma sequência de “Stories” no Instagram falando sobre o estado de saúde do irmão. “Eu queria agradecer pelas orações de vocês. Meu irmão já está bem, está evoluindo bastante, e a gente está muito feliz com isso. Agradeço a vocês pelo carinho e oração. Hoje foi um dia bem bom para todo mundo”, disse ela.

Funcionários do hospital afirmaram, também ao G1, que a cantora esteve no hospital Santa Izabel, nesta quinta, para visitar o irmão. Jesus era o mais velho dos irmãos, entre os homens. Ele não teve filhos, mas deixa dois enteados. O empresário será cremado no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador, na manhã da sexta-feira (8). A cerimônia está prevista para 11h.

Relação profissional

Leia mais: Vídeo impressionante flagra águia carregando tubarão em praia

Jesus Sangalo foi empresário de Ivete por 15 anos, mas a parceria acabou em 2011. O motivo teria sido por problemas devido a acusações de desvio de dinheiro, que foram negadas pelo empresário. Ele chegou a comandar a banda de pagode “Fera Gorda” durante o auge do sucesso da irmã com a Banda Eva.

“Se qualquer pessoa entrar na web, vai encontrar que eu dei um desfalque de alguns milhões reais na empresa que eu era o presidente. E eu não dei”, defendeu-se em entrevista ao “Câmera Record” exibida em 2016. “Isso me prejudicou absurdamente. Não só profissionalmente, como psicologicamente. Foi terrível para mim. Terrível!”, completou.

Depois de sair da produtora de Ivete, o empresário se afastou do ramo da música e passou a se dedicar aos negócios pessoais. Ele era dono de fazendas no interior da Bahia. Em 2016, Jesus chegou a vender cosméticos.

Comentários