Home Notícias Esportes Torcedor atleticano vende camisas da coleção para realizar sonho da filha bailarina

Torcedor atleticano vende camisas da coleção para realizar sonho da filha bailarina

Quando a prioridade é realizar o sonho de uma filha, até o torcedor mais apaixonado, entrega a camisa do clube. O atleticano Vinicius Cardozo, de 37 anos, resolveu abrir mão da coleção de mais de 120 camisas esportivas, sendo 93 do Galo, para levar a filha, bailarina, ao concurso internacional Livorno In Danza, na Itália.

A pequena Luíza Mozelli, de 11 anos, faz aulas de balé na escola Isabela Conrado, em Belo Horizonte, desde os 2 anos e meio. “Para a festa de aniversário de dois anos, ela já escolheu o tema balé. Depois disso, decidimos colocá-la para fazer aula, mas a idade mínima era de 3 anos. Ela queria tanto, que a professora a deixou entrar com 2 anos e meio, e não parou desde então”, contou Vinicius ao BHAZ.

A rotina de bailarina não é nada tranquila, mesmo para uma criança: Luíza estuda de manhã e treina à tarde de segunda a sábado. Às quartas e quintas, ela passa as tardes e noites na escola de balé. Quando completou 11 anos, passou para a sapatilha de ponta e já começou a participar de competições de solo.

Ver essa foto no Instagram

Meu primeiro Solo. Circuito Internacional da Dança. . . #ballerina #bailarinabrasileira #bailarina #ballet #balletpost #balerinna #dancer #dancers #dança #ballet_brazil #amorpeladança #balletphotography #jazzdance #jazz #balletpost #balletlovers #balletislife #balletlove #balletworld #balletdancer #balletphoto #balletclassico #loveballet #ballet_instagram #balletislife #balletinspiration #balletdancers #ginasticaritmica #ginastica #balletstudio #balletderepertório

Uma publicação compartilhada por Luíza Mozelli Martins (@ludancer_) em

A dançarina já foi chamada para outras competições e oportunidades internacionais, como a Dance GP Italy, em Florença, na Itália, e o projeto Dançando Na Disney, em Orlando, nos Estados Unidos. Mas foi a renomada competição Livorno in Danza que fez os olhos de Luíza brilharem.

“Ela ficou em segundo lugar na Mostra Dança, um concurso mineiro. Lá tinha um olheiro da Itália, que a convidou para dançar o solo no concurso italiano. Fez a seletiva e passou. Ela queria muito ir, então, eu e a mãe dela começamos a pensar no que fazer para conseguir o dinheiro”, explicou o pai.

A primeira ideia foi vender o que eles já tinham. Ao pensar no que tinha de maior valor, Vinicius não hesitou e se dispôs a se desfazer de sua coleção com cerca de 120 camisas, que inclui uniformes do Atlético, de outros times brasileiros e estrangeiros, de futebol americano e até de ciclismo.

Depois de divulgada a venda das camisas, os amigos da família se dispuseram a ajudar de outra forma. “Muita gente que não é atleticana ou que não tem interesse nas camisas sugeriu que eu criasse uma vaquinha para que pudessem ajudar. Até agora, vendi de 15 a 20 camisas, e a vaquinha tem ajudado muito”, contou Vinicius.

O valor a ser arrecadado é de cerca de R$15 mil reais, que custearia duas passagens – já que Luíza tem que viajar com um responsável por ser menor de idade-, a hospedagem, a sapatilha da marca Gaynor e o figurino para as apresentações. Até a publicação desta matéria, pouco mais de R$6 mil foram arrecadados virtualmente.

Para ajudar a pequena bailarina Luíza, doações podem ser feitas através da vaquinha “Ajude a Luíza a realizar o sonho de dançar em Livorno-ITA”. No link, estão descritos os gastos necessários para a viagem e a participação na competição. Para comprar as camisas listadas neste documento, que em breve será atualizado com informações das que já foram vendidas, é só entrar em contato com Vinicius através de seu Twitter, @vinnycardoso.

Comentários