Home Notícias Esportes Meio bom, meio ruim: Galo faz 1º tempo sofrível, mas arranca empate no fim (e ajuda o Cruzeiro)

Meio bom, meio ruim: Galo faz 1º tempo sofrível, mas arranca empate no fim (e ajuda o Cruzeiro)

A reação do atleticano após o confronto da noite deste sábado (16) contra o Fluminense, no Maracanã, será um exercício de enxergar o copo vazio ou cheio. O time começou o confronto muito mal, levando um gol logo no comecinho, mas reagiu no finalzinho e quase virou. Resultado: 1 a 1 fora de casa e uma ajudinha ao arquirrival Cruzeiro.

Isso porque o Fluminense poderia abrir dois pontos de vantagem sobre a Raposa se tivesse conseguido sacramentar a vitória. De qualquer forma, o cruzeirense dorme no Z4, onde ficará pelo menos até a próxima segunda-feira (18), quando encara o Avaí no Mineirão.

Já o Galo volta a campo apenas na semana que vem, no domingo (24), quando receberá o ex-xará, Athletico Paranaense, no Mineirão. Além desse confronto, o alvinegro mineiro faz mais dois jogos em casa dos cinco restantes. Mais uma vitória e um empate bastam para se livrar, com folga, do risco de rebaixamento.

Começo terrível, terrível, terrível…

O Fluminense começou a partida dominando completamente o Galo. Logo aos 3 minutos, se não fosse uma belíssima defesa de Cleiton, já era pro time carioca ter aberto placar. O lateral Gilberto aproveitou cruzamento da esquerda e cabeceou por cima do arqueiro atleticano, que estava um pouco adiantado. O goleiro conseguiu se recuperar e fez intervenção precisa.

Canelada dupla

Mas o gol carioca veio pouco depois, aos 15. E foi uma vergonha pro Galo. Yuri recebeu a bola no meio e deu um balão em direção à área atleticana. Réver, absoluto no lance, dava pinta que tiraria a bola com facilidade. Nada disso…

O zagueiro deu uma canelada e a bola sobrou pra Yony González, que chutou para o meio da área e… Outra canelada! Patric chegou na bola com toda a pompa pra dar um bicão e estufou a rede atleticana. Gol contra. 1 a 0.

Novo tempo, novo jogo

O Flu ainda teve algumas oportunidades de ampliar o placar no 1T, mas nada muito claro. A etapa inicial acabou com o time carioca à frente com a vantagem mínima. O 2T começou e o Galo já mostrou uma postura diferente, equilibrando as forças com o tricolor carioca.

Mas foi no fim do jogo que o Atlético fez aquela pressão que o torcedor adora. E deu resultado.

Salva nóis, base!

Pelo jeito é a base que vai salvar o atleticano mesmo. Marquinhos, aquele mesmo que fez seu primeiro gol no profissional na última vitória do Galo (relembre aqui), fez bela jogada aos 43 da etapa final. Na esquerda, ele cortou o marcador e ainda teve perna pra cruzar.

+ A base vem forte! Com gols de jovens criados no clube, Galo vence com raça e respira no Brasileirão

Di Santo dominou a bola e já acertou um chute firme pra empatar o jogo. Nos acréscimos, aos 47, Marquinhos quase vira. A joia da base atleticana fez jogada semelhante, deixou o marcador pra trás, e chutou forte. A bola passou raspando o travessão.

Fim de papo: 1 a 1. Meio bom, meio ruim.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 1 ATLÉTICO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de novembro de 2019 (Sábado)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
Renda: R$ 478.110,00
Público: 23.168 pagantes
Cartões amarelos: Marcos Felipe e Digão (Fluminense); Réver, Igor Rabello e Jair (Atlético)
GOLS
FLUMINENSE: Patric (contra), aos 15min do primeiro tempo
ATLÉTICO: Di Santo, aos 43min do segundo tempo

FLUMINENSE: Marcos Felipe, Gilberto, Nino, Digão e Orinho (Igor Julião); Yuri, Allan, Daniel e Paulo Henrique Ganso (Dodi); Yony González (Wellington Nem) e Marcos Paulo
Técnico: Marcão

ATLÉTICO: Cleiton, Patric (Geuvânio), Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison, Jair (Vinícius), Luan, Bruninho (Cazares) e Marquinhos; Di Santo
Técnico: Vagner Mancini

Comentários