Home Notícias BH Avenidas Tereza Cristina e Vilarinho são interditadas por risco de alagamento durante temporal

Avenidas Tereza Cristina e Vilarinho são interditadas por risco de alagamento durante temporal

ATUALIZAÇÕES: ÀS 22H26 do dia 01/12/2019, a Defesa Civil de BH informou que a avenida Vilarinho foi liberada após a intensidade da chuva diminuir e, às 23h27 do mesmo dia foi a vez da Tereza Cristina ser liberada pelo motivo idêntico.

O belo-horizontino deve ficar em alerta durante o fim da noite deste domingo (1º). A forte chuva que atinge a cidade já causa o fechamento de duas vias: avenidas Tereza Cristina e Vilarinho, tradicionais palcos de alagamentos. A interdição, segundo a Defesa Civil de BH, é preventiva.

“ATENÇÃO: BLOQUEIOS preventivos das Av. Vilarinho e Av. Tereza Cristina acionados”, publicou às 21h53 deste domingo o órgão. A forte chuva, no entanto, é esperada até a manhã de segunda-feira (2), o que potencializa a necessidade do morador ficar atento.

Mapa de BH às 21h56 (Divulgação/Defesa Civil de BH)

“Possibilidade de pancadas de chuva com raios e rajadas de vento em torno de 50 km/h, até 8h de segunda-feira (2)”, publicou a Defesa Civil. Este material será atualizado caso a chuva fique mais intensa e cause o transbordamento de córregos.

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a capital mineira recebeu rajada de vento de 42 km/h. A velocidade, a maior do fim de semana, foi registrada às 16h de hoje na estação Cercadinho, que fica na região Oeste de BH.

Apenas durante este domingo, a temperatura variou da casa de 18ºC a quase 30ºC. A temperatura mais baixa foi anotada durante a madrugada, às 3h, também na estação Cercadinho: 18,3ºC. E a mais alta, 29,4ºC, ocorreu às 15h e às 17h, na estação Pampulha.

Confira as recomendações:

  • Redobre a sua atenção! Evite áreas de inundação e não trafegue em ruas sujeitas a alagamentos e próximos aos córregos e ribeirões no momento de forte chuva.
  • Não atravesse ruas alagadas ou deixe crianças brincando na enxurrada e nas águas dos córregos.
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.
  • Atenção especial em áreas de encostas e morros.
  • Jamais se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).
  • Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil (199).
  • Em caso de raios: não permaneça em áreas abertas e altas, não use equipamentos elétricos.

Comentários