Home NotíciasBrasilJustiça suspende nomeação de Sérgio Camargo à presidência da Fundação Palmares

Justiça suspende nomeação de Sérgio Camargo à presidência da Fundação Palmares

O juiz Emanuel José
Matias Guerra, da 18ª Vara Federal da Justiça do Ceará, determinou a suspensão
da nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo à presidência da Fundação Palmares.
O magistrado acatou uma ação popular e derrubou a nomeação.

Sérgio assumiria a Fundação Palmares, que integra a Secretaria Especial da Cultura e tem por objetivo promover políticas públicas em defesa da população negra. Contudo, postagens na rede social de Sérgio mostram que ele é crítico ao movimento, inclusive dirigiu ofensas aos negros.

Leia mais: Covid-19: OMS interrompe estudo com hidroxicloroquina após droga não apresentar resultados

Sérgio se diz contra o dia da Consciência Negra e já disse que não existe racismo no Brasil. “Racismo real existe nos EUA. A negrada (sic.) daqui reclama porque é imbecil e desinformada pela esquerda”, escreveu.

Conforme decisão do juiz, as publicações de Sérgio têm o “condão de ofender justamente o público que deve ser protegido pela Fundação Palmares”.

“A nomeação contraria
frontalmente os motivos determinantes para a criação daquela instituição e a
põe em sério risco, uma vez que é possível supor que a nova presidência, diante
dos pensamentos expostos nas redes sociais pelo gestor nomeado, possa atuar em
perene rota de colisão com os princípios constitucionais da equidade, da
valorização do negro e da proteção da cultura afro-brasileira”, diz a decisão
do juiz. A sentença tem caráter liminar e, portanto, ainda cabe recurso.

Leia mais: Chega a 10 o número de mortos pelo ‘ciclone bomba’ em Santa Catarina

Comentários