Home NotíciasEsportesEste desabafo do Fernando Rocha é o retrato da angústia do torcedor cruzeirense neste pré-jogo

Este desabafo do Fernando Rocha é o retrato da angústia do torcedor cruzeirense neste pré-jogo

A torcida cruzeirense vive neste final de semana o ápice de um misto de revolta, angústia, esperança e amor pelo clube celeste. Neste domingo (8), o time joga contra o Palmeiras no Mineirão e precisa ganhar, além de torcer por uma derrota do Ceará, para escapar do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Fernando Rocha, ex-apresentador da Globo, publicou um desabafo no Instagram que representa o sentimento de muitos apaixonados pelo Cruzeiro.

O jornalista, que já trabalhou na cobertura esportiva em Minas Gerais, demonstrou revolta com decisões tomadas pela diretoria do clube, além de criticar a postura de parte dos jogadores do elenco. “Não estou fazendo isso para motivar ninguém. Definitivamente. Porque é o seguinte… nenhum desses aí (jogadores) vão devolver as noites que nós ficamos sem dormir”, disparou.

“Será que eles já pararam pra pensar que no domingo, enquanto eu, vocês e essa multidão… a gente vai estar morrendo do coração com o que possivelmente deve acontecer. Nenhum deles vai estar no campo. Eles, eu digo, os responsáveis diretos por isso que a gente está vivendo. Nenhum deles vai estar nem no estádio. Jogadores, dirigentes… o que eles fizeram com o nosso Cruzeiro, gente? Isso é o que mais me dói”, direcionando sua análise, principalmente, a parte do elenco que não joga neste domingo, como Thiago Neves.

Ao longo da fala, Fernando Rocha ainda ressalta que alguns nomes que estão no clube lutando contra o rebaixamento têm história com o Cruzeiro e devem ser valorizados, entre eles o técnico Adilson Batista, o goleiro Fábio, o zagueiro Léo e o volante Henrique. Porém outros atletas demonstram indiferença com a situação da equipe celeste.

“Eles, quarta-feira que vem, vão estar onde? Orlando, numa praia linda do Nordeste… curtindo as férias. Aí vão se apresentar como reforço de peso, duvidoso, em um clube de São Paulo, seja  lá onde for, e em março têm o nome cantado pela torcida. Olha que lindo! E, aí, quem é Cruzeiro?”, completou Fernando.

Por fim, o jornalista ainda deixa claro que, independentemente do que aconteça, a torcida precisa se apegar à essência do que é ser cruzeirense. “Seja como for, o que tiver que acontecer, seja Cruzeiro. E aconteça o que acontecer, nós, nós somos Cruzeiro. E quem conhece a sua história de conquistas e grandes vitórias nunca esquecerá”. Assista ao vídeo:

Comentários