Home Notícias Brasil Fabrício Queiroz e ex-assessores de Flávio Bolsonaro são alvo de operação do MP-RJ

Fabrício Queiroz e ex-assessores de Flávio Bolsonaro são alvo de operação do MP-RJ

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) cumpre mandados de busca e apreensão em endereços de Fabrício Queiroz e outros ex-assessores do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), na manhã desta quarta-feira (18). Entre os investigados, estão a ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (sem partido-RJ) e parentes dela.

O MP-RJ apura a suspeita de “rachadinha”, esquema ilegal de repartição de salários de servidores públicos, no gabinete de Flávio Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), onde ele foi deputado estadual por quatro mandatos.

A investigação foi instaurada em julho do ano passado, após o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) enviar um relatório, ao MP, com movimentação atípica de Queiroz num total de R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

O caso ficou parado de julho até novembro de 2020, à espera de uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a legalidade do compartilhamento desse tipo de informação sem autorização judicial. O Tribunal aprovou a prática.

Segundo o G1, além de Fabrício Queiroz, ex-motorista e ex-chefe de segurança de Flávio Bolsonaro, os alvos da operação no Rio nesta quarta-feira são:

Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher de Bolsonaro, que foram lotados no gabinete de Flávio entre 2003 e o ano passado, e mais nove parentes dela:

José Procópio Valle, ex-sogro de Bolsonaro;
Andrea Siqueira Valle, ex-cunhada de Bolsonaro;
Francisco Diniz, primo de Ana Cristina;
Daniela Gomes, prima de Ana Cristina;
Juliana Vargas, prima de Ana Cristina;
Guilherme dos Santos Hudson, tio de Ana Cristina;
Ana Maria Siqueira Hudson, tia de Ana Cristina;
Maria José de Siqueira e Silva, tia de Ana Cristina;
Marina Siqueira Diniz, tia de Ana Cristina.

Comentários