Home NotíciasBHMistério ronda internado mais grave entre intoxicados; caso de mulher hospitalizada é investigado

Mistério ronda internado mais grave entre intoxicados; caso de mulher hospitalizada é investigado

A internação de um homem diagnosticado com síndrome nefroneural ainda é um mistério para autoridades que investigam casos relacionados à condição em BH. Morador do Buritis, na região Oeste da capital, o paciente está em estado grave, mas ainda não se sabe se ele ingeriu algum lote de cerveja contaminado. As autoridades também apuram a suposta contaminação da primeira mulher – já que todos os outros afetados são homens.

A atualização do número de vítimas foi divulgada nesta segunda-feira (13) pela Polícia Civil de Minas Gerais. De acordo com o delegado Flávio Grossi, da 4ª Delegacia do Barreiro, há possibilidade de que o número de pessoas contaminadas aumente.

Leia mais: Covid-19: Minas tem novo recorde de mortes em 24h e óbitos chegam a 1.183

+ Mais uma substância tóxica é encontrada em cerveja da Backer e outro lote está contaminado

“Dividimos as vítimas criminais em casos confirmados e suspeitos. Atualmente temos 11 casos dentro do inquérito policial, sendo um fatal. Oscilamos com casos suspeitos, que variam de seis a dez. A atualização depende da análise do sistema de saúde para que possamos acrescentar no inquérito”, disse.

Flávio Grossi informou que número de casos confirmados pode aumentar
(Amanda Dias/BHAZ)
Leia mais: Segurança de restaurante na Zona Sul é alvo de injúria racial e receberá R$ 10 mil de agressora

A internação do morador do Buritis é um mistério pelo fato de não saber se ele ingeriu a cerveja. “Dentro da investigação temos cinco casos mais emblemáticos. Um deles é desse morador do Buritis. Ele mora sozinho, os familiares não sabem se ele fez uso da bebida e como ele está internado em estado grave não conseguimos conversar”, explicou Thales Bittencourt, Superintendente de Polícia Técnico Científica.

+ Mais uma substância tóxica é encontrada em cerveja da Backer e outro lote está contaminado

Os sintomas desse homem começaram após o Natal, no dia 26 de dezembro, e se agravaram, fato que o levou à internação. “As amostras de sangue deram positiva e ele segue na UTI do hospital. Como não sabemos se ele fez uso da cerveja, não fizemos análise da bebida”, disse.

Primeira vítima mulher

Dos casos confirmados todos são do sexo masculino. A coincidência não tem explicação médica, conforme explicaram as autoridades policiais, porém uma vítima do sexo feminino pode ingressar na listagem.

“Tem um caso em aberto de uma possível mulher. Iniciamos a investigação quanto ao consumo por parte dela, mas é bem preliminar e surgiu no começo da semana passada”, informou Thales Bittencourt.

Thales Bittencourt (Amanda Dias/BHAZ)

Até o momento, um homem morreu vítima da síndrome nefroneural. Paschoal Demartini Filho, de 55 anos, estava internado em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, e faleceu na última terça-feira (7). O laudo da morte ainda não foi concluído.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários