Home NotíciasBrasilDe BH ao Oscar: ‘Democracia em Vertigem’ é indicado a melhor documentário

De BH ao Oscar: ‘Democracia em Vertigem’ é indicado a melhor documentário

Dirigido pela belo-horizontina Petra Costa, o documentário “Democracia em Vertigem” representará o Brasil no Oscar 2020. O longa, que narra o processo de impeachment de Dilma Rousseff em uma perspectiva pessoal e intimista, foi lançado pela Netflix em junho de 2019.

A Academia divulgou, nesta segunda-feira (13), a lista dos nomes indicados ao prêmio. Concorrendo com a produção brasileira estão os documentários “American Factory”, “The Cave”, “For Sama” e “Honeyland”.

Leia mais: ‘População mais pobre infectada pelo coronavírus protege os ricos’, aponta biólogo

O documentário dividiu opiniões e chamou a atenção dos críticos, em meio a um cenário de desvalorização do cinema nacional. No sábado (11), Petra Costa alfinetou o atual presidente, Jair Bolsonaro, ao publicar a foto de um outdoor de divulgação do filme em Hollywood, Los Angeles, Estados Unidos.

“É muita emoção ver esse outdoor no ano em que o presidente tenta destruir o cinema nacional. Na Hollywood Blvd ao leste da freeway 101. Viva o cinema brasileiro!!”, escreveu a diretora mineira.

Leia mais: Brasil registra mais 1.071 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

No Twitter, as palavras “Oscar” e “Vertigem” foram as mais comentadas no país nesta segunda e a indicação foi comemorada por artistas, políticos e críticos. “Num momento de desmonte da Ancine, o cinema brasileiro mostra sua força. Num momento de desmonte da democracia, um recado necessário”, publicou Guilherme Boulos, filiado ao PSOL.

Sofia Leão

Sofia Leão

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários