Home Notícias Internacional Alerta mundial: OMS recomenda atenção após descoberta de novo vírus chinês

Alerta mundial: OMS recomenda atenção após descoberta de novo vírus chinês

A OMS (Organização Mundial da Saúde) publicou um alerta sobre um novo vírus chinês identificado na Tailândia. O comunicado explica que esse agente patológico pode se espalhar para outros países e reforça a importância de atenção internacional.

A confirmação da identificação foi emitida pela organização nessa segunda-feira (13). A pessoa infectada pelo vírus é uma mulher chinesa, de 61 anos, que foi hospitalizada em 8 de janeiro. De acordo com oficiais tailandeses, a idosa tem um quadro estável e está se recuperando da doença.

Além da mulher identificada com o novo vírus na Tailândia, 41 outras pessoas com sintomas semelhantes foram localizadas na China. Exames laboratoriais indicam que esses pacientes também podem ter a nova infecção. Um deles morreu.

Segundo a OMS, a identificação desse caso na Tailândia, fora da China, reforça a necessidade de monitoramento e preparo nos outros países. “A possibilidade de casos serem identificados em outros países não era inesperada”, informa.

Transmissão

O novo vírus identificado é um coronavírus, uma grande família viral que causa infecções respiratórias. De forma geral, a transmissão é dos animais para humanos. No entanto, a OMS admite a possibilidade de transmissão entre humanos, para esse novo coronavírus.

A organização reforça a importância de continuar investigando a origem da infecção identificada. Além disso, divulgaram para as autoridades de saúde o sequenciamento genético do novo vírus, para facilitar o monitoramento internacional.

Sintomas e prevenção

De forma geral, a infecção por coronavírus afeta o sistema respiratório. Assim, os principais sintomas incluem febre, tosse, respiração curta e dificuldades na respiração. Em casos mais severos, a infecção pode causar pneumonia, severa síndrome respiratória aguda, falha nos rins e até morte.

Pelo Twitter, a Organização Mundial da Saúde tem divulgado algumas orientações sobre prevenção. As dicas incluem lavar as mãos com frequência, cobrir a boca ao tossir ou espirrar e evitar contato com pessoas doentes.

Comentários