Terceira morte: Idoso morre em BH com suspeita de intoxicação por substância encontrada na Backer

IMAGEM ILUSTRATIVA (Marcello Casal/Agência Brasil)

Mais uma pessoa morreu vítima da síndrome nefroneural em Belo Horizonte. A confirmação do óbito de um idoso de 89 anos foi feita pela Polícia Civil de Minas Gerais nesta quinta-feira (16). Com isso chega a três o número de mortos com suspeita de intoxicação por dietilenoglicol, substância tóxica encontrada na Backer, responsável pela produção da cerveja artesanal Belorizontina.

+ Água utilizada pela Backer contaminou cervejas, diz Mapa

A vítima, que não teve o nome revelado, estava internada no Hospital Mater Dei, mesmo local onde outra pessoa morreu com a suspeita da mesma doença. O número de mortes já confirmadas em decorrência da enfermidade chega, portanto, a três em todo Estado.

+ Polícia confirma segunda morte por síndrome nefroneural em BH; vítima é idoso de 76 anos

De acordo com a corporação, o paciente estava entre os casos que apresentaram sintomas da síndrome, mas ressalta a necessidade da conclusão do laudo para confirmar a causa da morte.

O corpo do idoso está no IML (Instituto Médico Legal) Dr. André Roquette, desde às 5h25, para os procedimentos de necropsia. O laudo deve ficar pronto em 30 dias, prazo regular para conclusão.

Investigação

A SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde) esclarece que 17 casos suspeitos de intoxicação por dietilenoglicol foram notificados e que quatro deles foram confirmados, sendo que os outros 13 estão sendo investigados.

Sobre a morte dessa quarta-feira a pasta ressaltou que a causa ainda é investigada.

A distribuição geográfica dos 17 casos notificados, segundo município de residência, é a seguinte: 

  • Belo Horizonte – 12 casos
  • Ubá – 1 caso
  • Viçosa – 1 caso
  • São Lourenço – 1 caso
  • Nova Lima – 1 caso
  • São João Del Rei – 1 caso

Nota da Polícia Civil de Minas Gerais

“A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que o corpo da terceira vítima que estava internada com os sintomas da síndrome nefroneural deu entrada no Instituto Médico Legal Dr. André Roquette às 5:25 horas e está sendo necropsiado. O homem, de 89 anos, é de Belo Horizonte e estava internado no Hospital MaterDei, região centro sul da capital.

A PCMG trata todos os casos como suspeitos de intoxicação por dietilenoglicol até que o laudo fique concluído. O prazo regular para finalização do laudo é 30 dias”.

Com SES-MG

Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.