Home VeículosAcelera aíTeste da Limited, a opção mais sofisticada da Ranger

Teste da Limited, a opção mais sofisticada da Ranger


A versão topo de linha da picape média da Ford é sofisticada em termos de tecnologia de conforto e segurança, trazendo itens como sete airbags, controle automático de velocidade adaptativo, farol alto automático e sistema de alerta de colisão. Destaque também para o novo acerto de suspensão, que melhorou um pouco o conforto quando a Ranger está sem carga. O motor 3.2 de 200cv também tem muito vigor e o sistema 4×4 (com reduzida) ajuda a encarar trechos mais ruins fora do asfalto.

A linha 2020 da Ranger traz pequenas mudanças no visual. Assim como acontece com quase todas as picapes que passam por uma maquiagem, as alterações se concentram na frente, onde o modelo ganhou nova grade (com duas finas barras cromadas que “seguram” o emblema da marca), faróis com luzes de xenom e LED’s diurnos e para-choque redesenhado.

Detalhes cromados

Nas laterais, destacam-se as novas rodas de liga de 18 polegadas, os estribos mais reforçados e com detalhes “cromados” (também presentes nas maçanetas, nas capas dos retrovisores, na sigla do motor e nas barras do teto) e o santantônio na cor da carroceria (que se harmoniza mais com o conjunto). Dentro das pequenas mudanças no visual também está a nova cor azul belize.

Leia também: Futuro da Ford

Para tentar melhorar o conforto quando a picape roda vazia, os engenheiros da Ford realizaram algumas melhorias na suspensão de acordo com o peso e capacidade de carga de cada versão: nova calibragem de molas, amortecedores e buchas; barra estabilizadora redesenhada e novos coxins.

Pulando menos

Na prática, a Ranger pula um pouco menos quando passa vazia por lombadas e buracos e quando encara aquela estrada de terra menos conservada. Mas não chega nem perto das confortáveis reações quando a caçamba está com carga acima de 500 quilos.

Outro destaque dessa versão topo de linha da nova picape da Ford é o pacote refinado de tecnologia de conforto e segurança. Por exemplo, o novo sistema de controle automático de velocidade adaptativo “lê” as placas de trânsito e possibilita que o motorista selecione a distância que deseja manter do veículo à frente e a Ranger acelera e freia automaticamente.

Leia também: Teste do Ford Ka Freestyle 1.0

Frenagem de emergência

Além dos sete airbags (frontais, laterais, de cortina e joelho do motorista), Isofix e monitoramento da pressão dos pneus, a opção Limited inclui no pacote frenagem de emergência, que pode detectar pedestres; sistema de permanência na faixa, que usa monitoramento por câmera para avisar o condutor e até fazer correções (puxando o carro de volta para a faixa se o motorista mudar e não acionar o pisca); e farol alto automático, que evita a perigosa “guerra de luzes”.

No pacote conforto, além das mudanças na suspensão, do amplo espaço da cabine (capaz de levar quatro adultos e uma criança com certo conforto) e da maciez da direção elétrica, destaque também para os ajustes elétricos do banco do motorista; a central multimídia Sync 3, bem completa, fácil de operar e com tela de boa visualização; e o ar-condicionado de duas zonas. O quadro de instrumentos com tela de LCD configurável também se destaca.

Leia também: Teste do Ford Edge ST

Mais de duas toneladas

O motor 3.2 a diesel consegue dar desenvoltura para a picape que pesa mais de duas toneladas, mantendo um bom ritmo de viagem. Por outro lado, o câmbio automático de seis velocidades carece de reações mais rápidas, principalmente nas retomadas. As trocas manuais melhoram um pouco as reações.

Já o consumo ficou dentro do razoável, levado em conta que se trata de uma picape que pesa mais de 2.200 quilos: com apenas motorista e com o ar ligado, o computador de bordo registrou médias em torno de 7,5km/l na cidade e de 11km/l na estrada.

Texto e fotos: Eduardo Aquino

Ficha Técnica

Motor – Dianteiro, longitudinal, cinco cilindros em linha, a diesel, 20 válvulas, 3.198cm³ de cilindrada, turbo e intercooler, que gera potência de 200cv a 3.000rpm e torque de 47,9kgfm de 1.750rpm a 2.500rpm

Transmissão – Tração 4×2 (traseira) ou 4×4 com reduzida e câmbio automático de seis marchas

Direção – Assistência elétrica

Suspensão – Dianteira, independente, com braços sobrepostos; e traseira, eixo rígido com feixe de molas

Dimensões – Comprimento, 5,35m; largura, 1,86m; altura, 1,85m; e entre-eixos, 3,22m

Freios – Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Rodas e pneus – Rodas de liga de 18 polegadas, calçadas com pneus 265/65 R18

Caçamba (volume) – 1.180 litros

Carga útil – 1.002 quilos

Tanque – 80 litros

Peso (em ordem de marcha) – 2.261 quilos

Principais equipamentos de série – Sete airbas (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e para o joelho do motorista), assistente de partida em rampa, controle automático em descidas, central multimídia Sync 3 com tela sensível ao toque de oito polegadas, assistente de frenagem de emergência, diferencial traseiro blocante, sistema de permanência em faixa, controle automático de velocidade adaptativo, sistema de alerta de colisão, rodas de liga de 18 polegadas, bancos em couro com ajuste elétrico para o motorista em oito posições, câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, direção elétrica, protetor de caçamba, farol alto automático, estribos laterais, santantônio personalizado, sistema de monitoramento da pressão dos pneus e sistema Isofix para fixar cadeiras infantis.

Preços – R$ 192.790. Com pintura perolizada, sobe para R$ 194.540.



Acelera Ai

Acelera Ai

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários