Home NotíciasBHFeirantes do bairro Amazonas são saqueados logo após destruição causada pela chuva

Feirantes do bairro Amazonas são saqueados logo após destruição causada pela chuva

Se não bastasse a devastação (relembre aqui) causada pelo temporal nesse domingo (19), os comerciantes da Feira do bairro Amazonas, em Contagem, tiveram que enfrentar criminosos sem qualquer pingo de escrúpulo. Os feirantes tiveram as mercadorias, que já tinham sido arrastadas pela enxurrada, saqueadas. As imagens, que mostram terra arrasada após a chuva – com direito a dezenas de ratos mortos -, impressionam.

+ ‘Tá levando tudo de todo mundo’: Chuva devasta Feira do bairro Amazonas e arrasta pessoas e mercadoria

“Estou na feira há mais de 25 anos e nunca vi algo parecido. A água levou tudo, fui arrastada com meu filho de 14 anos, meu marido e minha filha, já adulta… Uns carros arrastados travaram várias barracas e, assim, a força da enxurrada diminuiu”, relata ao BHAZ a feirante Maria Isabel Miranda, conhecida como Bebel.

Assim que conseguiram se recuperar da enxurrada, os feirantes correram para esse ponto em que tudo se acumulou – barracas, mercadorias, lixo etc. -, próximo ao encruzamento com a Amazonas. “Foi inacreditável! Quando a gente começou a tentar recuperar as coisas, apareceu gente de tudo quanto é lugar para saquear”, diz Bebel.

“Tivemos que brigar com os saqueadores pra tentar pegar algo que salvava. E a polícia não apareceu. Aliás, apareceu depois que foi tudo levado e ainda ameaçou prender alguns feirantes que, desesperados em perder tudo, estavam falando alto”, afirma a comerciante.

Procurada pelo BHAZ, a assessoria da Polícia Militar informou, por meio de nota (leia na íntegra abaixo) que “o efetivo estava todo mobilizado atendendo as chamadas de prioridade de pessoas em situação de risco em toda a cidade de Contagem, com uma grande concentração no salvamento de vítimas no interior da Vila Barraginha. Não obstante a esses acontecimentos, foi enviada uma viatura na Av. Alvarenga Peixoto para garantir a segurança as pessoas que lá estavam”.

‘Cabeça está ruim’

Feirantes e a prefeitura de Contagem se reúnem no início da tarde desta segunda. O prejuízo ainda está sendo contabilizado, mas a dor de cabeça está longe de acabar. “A cabeça está até ruim. Quando paro pra pensar dá até um negócio. Quando fui levada pela água, fiquei anestesiada. Você fica bobo”, relembra a Eva Luiza da Silva, feirante no local há 19 anos.

Eva, que comercializa artesanato, relata que a avenida Alvarenga Peixoto, onde ocorre a feira há 50 anos, se transformou em terra arrasada. “A quantidade de rato morto quando a água baixou não dá nem pra contar… Água super contaminada. Nunca vi uma coisa parecida”.

Maria Isabel, dona da barraca Tropeiro da Bebel, perdeu tudo, inclusive a barraca. Ela calcula ter tido um prejuízo de cerca de R$ 10 mil.

A feira continua

Com 50 anos de existência, a Feira do bairro Amazonas possui cerca de 650 feirantes. A contabilidade inicial feita pela organização estima que 200 barracas foram levadas. “A maior ajuda é a população comparecer na feira. No próximo domingo, estaremos lá, de um jeito ou de outro”, diz ao BHAZ o gerente do evento, Luiz Carlos de Araújo.

Araújo diz que a prefeitura está se organizando para apoiar quem não tem nem mesmo mercadoria ou estrutura para expor na próxima semana. “Uma empresa de barracas já se colocou à disposição, pessoal da Feira Hippie também… Está havendo solidariedade”, diz Araújo.

Quem quiser ajudar de alguma forma, por enquanto, deve comparecer à regional Industrial, que fica na rua Marquês do Paraná, 95 bairro Amazonas, em Contagem. O interessado pode ligar nos telefones 3363-6047 e 3363-5572.

Nota da PM na íntegra

O efetivo empregado no 39º BPM, no domingo, durante a chuva, recebeu diversos chamados nas Samag, Barraginha, Vila Itaú, Vila São Paulo, Frigo Diniz, Marimbondo e Sapolandia.

Os policiais militares do 39º BPM, durante a forte chuva que atingiu Contagem na data de ontem, estiveram empregados salvando vidas, mesmo expondo a grande risco suas vidas, conseguiram evitar que várias pessoas se tornassem vítimas da enchente.

O efetivo estava todo mobilizado atendendo as chamadas de prioridade de pessoas em situação de risco em toda a cidade de Contagem, com uma grande concentração no salvamento de vítimas no interior da Vila Barraginha. Não obstante a esses acontecimentos, foi enviada uma viatura na Av Alvarenga Peixoto para garantir a segurança as pessoas que lá estavam.

Agência Local de Comunicação Organizacional / 39º BPM

Comentários