Home NotíciasBHCarnaval 2020 em BH será o mais planejado da história, diz Belotur

Carnaval 2020 em BH será o mais planejado da história, diz Belotur

Carnaval BH 2020

A folia mais bem planejada da história de Belo Horizonte. Assim foi definido o Carnaval 2020 pela Belotur (Empresa Municipal de Turismo) nesta terça-feira (11) durante coletiva sobre os dias de festa. São esperados, segundo os organizadores, entre 4 e 5 milhões de pessoas nas ruas da cidade durante os 23 dias de festa. Para receber tanta gente, serão investidos mais de R$ 14 milhões, por meio da iniciativa privada.

De acordo com a Belotur, parte do dinheiro arrecadado será destinado aos blocos e servirá, também, para custeio de estruturas como palcos, banheiros e contratação de pessoas para trabalharem durante a festa.

Descentralização

Neste ano, mais uma vez, a Prefeitura aposta na descentralização da folia. Segundo a Belotur, serão oito palcos, com programações variadas.

Além do bloqueio das avenidas no entorno do Mineirão, outras novidades são os locais em que alguns palcos serão montados, como na Serra, Zila Spósito, Confisco e Lagoinha. Assim como no ano passado, permanecem os palcos no Parque Municipal; Venda Nova e o principal de todos na Praça da Estação, no Centro da cidade.

Em todos os espaços fixos e nos trajetos dos blocos, haverá aumento no número de banheiros químicos. A Belotur planeja colocar cerca de 15 mil banheiros pelas ruas da cidade, 35% a mais que na folia de 2019.

Desfiles

A estrutura montada para os desfiles das escolas de Samba e Blocos Caricatos também será ampliada. Pela primeira vez a avenida Afonso Pena terá espaço de recuo para as baterias, além de camarotes.

A ajuda financeira para as escolas que vão desfilar teve 100% de aumento, passando de R$ 100 mil no ano passado para R$ 200 mil neste ano.

Organização

Diante da preocupação com as chuvas, um trabalho integrado entre 40 órgãos públicos e privados está sendo feito para que tudo ocorra da forma planejada, disse Gilberto Castro, presidente da Belotur, durante a coletiva. “A segurança do folião está sempre em primeiro lugar”, explicou.

Segurança

Na segurança, o Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte, o COP-BH, terá um posto de comando formado por parte das instituições que estão organizando a festa.

Nas ruas, serão mais de dois mil guardas municipais e pelo menos nove mil policiais militares, além de policiais civis descaracterizados que vão se infiltrar em meio ao publico. “Entre as prioridades das forças de segurança esta o furto de celulares, ameaças à vida e casos de assédios”, disse o comandante do policiamento da capital, coronel Eduardo Felisberto Alves.

Saúde

Segundo o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, para atender as demandas que possam surgir em virtude da folia, serão montados três postos médicos avançados, com mais de 200 profissionais. O principal deles, e que funcionará 24h, será instalado na Praça Rui Barbosa.

O segundo ficará na avenida Afonso Pena, no bairro Funcionários, e o terceiro vai ser montado no bairro Santa Teresa. Os dois últimos vão funcionar de 10h às 22h.

Coronavírus

O secretário municipal de saúde afirmou que já existe um plano de contingência e um trabalho de vigilância epidemiológica para ser colocado em prática ,caso o coronavírus se torne uma ameaça para a folia na cidade. Mas frisou que “não há motivo para preocupação”.

Limpeza urbana

Mil e quatrocentos garis vão trabalhar durante 24h para deixar a cidade limpa ao longo dos dias de Carnaval. Outros 9,7 mil contêineres serão instalados para receber lixo comuns. Para as áreas que exigirem lavação, caminhões pipa ficarão à disposição dos trabalhadores.

Comentários