Home NotíciasBHBH e outras 6 cidades podem ter ‘tempestade severa’ ainda na tarde desta terça-feira

BH e outras 6 cidades podem ter ‘tempestade severa’ ainda na tarde desta terça-feira

alerta de tempestade severa em BH

A Defesa Civil de Minas Gerais emitiu alerta para a possibilidade de uma tempestade severa atingir Belo Horizonte e cidades da região metropolitana ainda na tarde desta terça-feira (11). Segundo o órgão, a chuva intensa pode vir acompanhada de vendaval e raios. O comunicado vale para BH, Ribeirão das Neves, Contagem, Betim, Esmeraldas, Juatuba e Mateus Leme.

Mais cedo, a Defesa Civil de Belo Horizonte já havia alertado sobre a possibilidade da capital receber chuvas intensas entre amanhã (12) e quinta (13). As rajadas de vento podem atingir 55 km/h e o volume esperado para o período de dois dias é de 100 mm (milímetros).

A previsão para hoje é de céu nublado a encoberto com pancadas de chuva, trovoadas, raios e rajadas de vento em torno de 50 km/h. As tempestades podem ter um volume estimado de 30 a 50 milímetros.

Desde os últimos estragos causados pelas chuvas históricas que atingiram a capital em janeiro e início de fevereiro, os órgãos têm redobrado as atenções para evitar tragédias, já que, por conta do solo encharcado, a cidade encontra-se com riscos de deslizamentos e desabamentos.

Cuidados

Vejas as orientações da Defesa Civil para o período chuvoso.

  • Não atravesse ruas alagadas ou deixe crianças brincando na enxurrada e nas águas dos córregos.
  • Não se abrigue nem estacione veículos debaixo de árvores.
  • Atenção especial em áreas de encostas e morros.
  • Jamais se aproxime de cabos elétricos rompidos. Ligue imediatamente para CEMIG (116) ou Defesa Civil (199).
  • Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas e o surgimento de minas d’água avise imediatamente a Defesa Civil (199).
  • Em caso de raios: não permaneça em áreas abertas e altas, não use equipamentos elétricos.

Atenção para o risco geológico:

  • Coloque calha no telhado da sua casa e conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d’água;
  • Não jogue lixo ou entulho na encosta;
  • Não despeje águas ou esgoto nos barrancos;
  • Não faça queimadas;
  • Se você observar aparecimento de trinca nas paredes, água empoçando no quintal ou minando na base do barranco, portas e janelas emperrando, rachaduras no solo e inclinação de poste ou árvore ligue imediatamente para a Defesa Civil (199).

Ano de chuvas intensas

O começo do ano em Belo Horizonte está com muita chuva e devastação. Janeiro foi o mês mais chuvoso de todos os tempos na capital. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), foram 935,2 milímetros de precipitação, o que representa mais da metade da média esperada para todo o ano de 2020: 1.602,6 milímetros.

Fevereiro também chegou com força e somente nos primeiros cinco dias as regiões Centro-Sul, Noroeste e Oeste registraram mais da metade do volume esperado para todo o mês.

Confira o acumulado de chuvas até 7h40 do dia 7 de fevereiro:

  • Barreiro – 185,0 (102,0%)
  • Centro-Sul – 216,6 (119,4%)
  • Leste – 131,4 (72,4%)
  • Nordeste – 99,4 (54,8%)
  • Noroeste – 175,2 (96,6%)
  • Norte – 73,2 (40,4%)
  • Oeste – 214,6 (118,3%)
  • Pampulha – 149,4 (82,4%)
  • Venda Nova – 101,4 (55,9%)

Média Climatológica fevereiro: 181,4 mm

Comentários