Home SeçõesAlto-FalanteApós adotar cachorra grávida e abandonada, família pede ajuda para adoção de filhotes em BH

Após adotar cachorra grávida e abandonada, família pede ajuda para adoção de filhotes em BH

família pede ajuda para adoção de filhotes

Uma família pede ajuda para a adoção de 8 filhotinhos de cachorro em Belo Horizonte. A mãe dos pequenos foi encontrada grávida e abandonada na rua, mas foi acolhida por uma família no bairro Floramar, na região Norte da capital mineira. No entanto, os donos da “Bichinha”, como ela é chamada, pedem ajuda para encontrar um lar para os cachorrinhos.

Leia mais: UFMG tem primeiro dia de aulas online e alunos não economizam queixas

O professor Daniel Neri é quem está cuidando atualmente dos nove filhotes e da mãe. Ao BHAZ, ele explica que nunca fez parte dos planos da família ter um cãozinho de estimação. “A nossa casa não tem espaço, não tem um terreiro, é ruim para os animais. Mas ela estava abandonada e está melhor aqui do que na rua”, detalha.

Há 21 dias, Bichinha deu à luz 11 filhotinhos, mas dois deles morreram ao nascer. Entre as cinco fêmeas e quatro machos que restaram, uma das pequenas já arrumou um novo lar. Agora, oito cãezinhos ainda aguardam um cantinho para ficar.

(Daniel Neri/Arquivo Pessoal)
Leia mais: Kalil anuncia flexibilização do comércio em BH: ‘A pandemia não acabou’

Mesmo sem as condições apropriadas para ficar com os filhotes, o professor faz questão de ressaltar a importância da adoção consciente. “As pessoas que adotarem têm que de fato gostar de animal, gostar de cachorro. Filhote é muito bonitinho, mas infelizmente tem uma galera que, depois que deixa de ser filhotinho, pequenininho, perde o encanto. Tem que ter amor, tem que querer cuidar”, ressalta.

(Daniel Neri/Arquivo Pessoal)

Tem interesse em adotar, com responsabilidade, uma dessas fofuras? Só entrar em contato com o Daniel, pelo telefone 31 99513-0640.

Guilherme Gurgel

Guilherme Gurgel

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco nas editorias de Cidades e Variedades no BHAZ.

Comentários