Home ColunasMarço chegou e o Imposto de Renda também! Veja 4 dicas para fugir dos erros mais comuns

Março chegou e o Imposto de Renda também! Veja 4 dicas para fugir dos erros mais comuns

declaração imposto renda

Março chegou e com ele o temido imposto de renda. O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2020 começou na última segunda (2), às 8h, e encerra às 23h59 do dia 30 de abril. Os contribuintes que entregam a declaração primeiro têm a prioridade no recebimento de restituição, caso a declaração não apresente erros ou omissões.

Estão obrigadas a declarar as pessoas que receberam, em 2019, rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70; rendimentos de atividades rurais acima de R$ 142.798,50; ou rendimentos isentos – não tributáveis ou tributados somente na fonte – cuja soma supere o valor de R$ 40 mil.

Também estão na lista dos obrigados a declarar:

  • pessoas com patrimônio acima de R$ 300 mil;
  • quem recebeu, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência de imposto;
  • operações na bolsa de valores e de mercadorias e futuros.

É de extrema importância que o contribuinte fique atento ao prazo de entrega da declaração, pois é muito comum que alguns contribuintes deixem para última hora. Com isso, a pessoa não consegue entregar a declaração dentro do prazo e paga a multa por atraso. A sanção é estipulada em 1% ao mês calendário até 20% – e o valor mínimo é de R$ 165,74. Por isso, fique atento ao prazo e às exigências!

Se você já tem um especialista de sua confiança para te orientar sobre o preenchimento, isso é ótimo. Mas, se você mesmo for preencher sua declaração, muito cuidado com erros simples, que são recorrentes.

Para te ajudar no preenchimento da sua declaração, preparamos 4 dicas sobre os erros mais comuns que acontecem no preenchimento:

1. Omitir dados de rendimentos

Entre os erros mais comuns, está a omissão de dados de rendimento, como, por exemplo, receitas de aluguel e receitas de serviços autônomos. Se você declara dependente, não se esqueça de declarar também os rendimentos auferidos por cada um, seja salário, aposentadoria, pensão bolsa de estudo ou renda de estágio.

2. Informar o mesmo dependente em mais de uma declaração

Geralmente essa situação acontece com casais que possuem filhos e fazem declarações separadas. O filho só pode ser colocado como dependente na declaração de um dos cônjuges. Caso o casal tenha mais de um filho, pode escolher em dividi-los em mais de uma declaração.

3. Atualizar os valores dos bens

Na declaração do imposto de renda, os bens são declarados pelo seu custo de aquisição. Somente é permitida a atualização do valor em alguns casos, como, por exemplo, quando você faz uma reforma no imóvel – nesse caso, o valor a ser atualizado será os gastos efetuados na reforma, somados ao valor anterior do imóvel. Detalhe importante é que é de extrema importância que você guarde as notas fiscais e recibos que comprovem as despesas.

4. Erros na digitação

Por mais simples que pareça, um dos erros mais comuns acontece justamente na hora de digitar os valores. Se uma despesa médica foi de R$ 500, e você digitou R$ 5 mil, o valor será incompatível com as informações declaradas pelo médico. Essas divergências de dados levam o contribuinte a cair na famosa malha fina.

Bom, basicamente é isso!

Com base nas dicas acima, aproveite o quanto antes para enviar sua declaração. Quanto mais tempo tiver para realizar o preenchimento, menor a chance de erros e consequentemente de multas, malha fina e bloqueios temporários de CPF – que são algumas das penalidades pela não entrega ou entrega em inconformidade.

Adeilson Mendes

Adeilson Mendes

Adeilson Mendes é pós-graduado MBA em Finanças, Auditoria e Controladoria, especialista em Lucratividade, empresário, escritor, palestrante e diretor da E2BH Consultoria Financeira. Dedica-se em compartilhar conhecimento como forma de nutrir nos jovens o interesse com foco no empreendedorismo e na inteligência financeira como alternativa de desenvolvimento sustentável. Tem como propósito: apoiar sonhos, compartilhar valores e contabilizar resultados plenos.

Comentários