Home SeçõesAlto-FalanteJovem com tumor no ouvido cria vaquinha para não deixar totalmente de ouvir: ‘Toda ajuda é bem-vinda’

Jovem com tumor no ouvido cria vaquinha para não deixar totalmente de ouvir: ‘Toda ajuda é bem-vinda’

Alysson Lopes trata tumor no ouvido

Uma corrente do bem nas redes sociais mobiliza as pessoas para que um jovem de 24 anos não perca totalmente a audição. Allysson Lopes trata um tumor no ouvido e precisa usar um aparelho auditivo, porém o alto valor do equipamento impossibilita a compra. Se Allysson não conseguir adquirir o objeto, ele pode parar totalmente de escutar.

Incentivado por amigos, ele iniciou uma vaquinha para arrecadar a quantia de R$ 7 mil. Com o aparelho, ele poderá voltar a escutar do lado direito, onde teve uma “perda considerável da audição”. Ao BHAZ, Alysson contou que descobriu a necessidade da utilização do equipamento na semana passada.

Leia mais: Jovem morre ao ser arremessada de Hilux em acidente na Grande BH

“Em 2012, fiz uma cirurgia na orelha direita após ser diagnosticado com colesteatoma (tumor). O procedimento deu certo, mas o medo de sofrer preconceito por ter que usar o aparelho fez com que eu interrompesse o tratamento. O tempo passou e (a audição) piorou dos dois lados”, conta.

Exames apontaram que o colesteatoma, que é um tumor benigno, na orelha esquerda se aproxima do cérebro e pode causar outra doença. “Se chegar, posso ter meningite. Além disso, o tumor está chegando no nervo facial e isso pode causar paralisia na face. Por conta disso, precisarei fazer uma cirurgia”.

Leia mais: PBH anuncia que leitos da rede privada serão levados em conta

Reflexos da falta de audição

A perda da audição, principalmente do lado direito, fez Alysson deixar o trabalho e compromete atividades rotineiras.

“Sou fanático por futebol e para acompanhar os jogos, por exemplo, preciso colocar o volume da TV no máximo. Quando converso com as pessoas tenho que prestar muita atenção no movimento labial para conseguir saber o que é dito”, disse.

O uso do aparelho foi indicado pela médica de Allysson, já que após a cirurgia não se sabe como ficará a audição do lado esquerdo. “Por causa disso, ela indicou que eu use o aparelho na orelha direita, mas minhas condições financeiras não me permitem pagar os R$ 7 mil”, lamentou.

‘Toda ajuda é bem-vinda’

O jovem conta com a solidariedade e mobilização dos amigos para poder comprar o aparelho.

“A ideia de fazer a vaquinha veio do meu ex-patrão. Ele me incentivou e resolvemos criar. Conto com o apoio e toda ajuda é bem-vinda. Quem não puder ajudar com dinheiro, pode contribuir divulgando a vaquinha e rezando pela minha saúde”, completa o jovem.

Alysson já fez os testes com o aparelho e agora só falta a compra. Quem puder ajudá-lo pode clicar aqui.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários