Home NotíciasBrasilDono de restaurante serve refeições de graça após ver família comer do lixo: ‘Precisava fazer alguma coisa’

Dono de restaurante serve refeições de graça após ver família comer do lixo: ‘Precisava fazer alguma coisa’

Restaurante atende gratuitamente durante pandemia

Uma das populações mais vulneráveis durante a pandemia são as pessoas em situação de rua. Com os comércios fechados e pouca movimentação nas ruas, fica difícil conseguir o que comer. Nessa terça-feira (24), o empresário Paulo Roberto Moreira presenciou a triste cena de uma família buscando alimento dentro do lixo e resolveu tomar uma atitude solidária.

O empresário conta ao BHAZ que ficou muito abalado com a cena e refletiu sobre o que tinha presenciado. “Eu fiquei assim, sem palavras, sem atitude, sem o que fazer, em estado de choque. Então vi que eu precisava fazer alguma coisa. Eu sou pai, tenho filho e não quero que isso nunca aconteça comigo”, desabafa.

Ele resolveu então abrir seu restaurante, em Vila Velha, no Espírito Santo, durante a pandemia para servir refeições de graça. “Eu estava com o dinheiro da pensão do meu filho, aí liguei para a mãe e contei o que tinha acontecido. Ela disse que não tinha problema adiar o pagamento”, relata.

Nesse primeiro dia de atendimento solidário, o restaurante Terceira Aula alimentou aproximadamente 200 pessoas, segundo Paulo. Entre elas, estava a família que buscava comida em meio ao lixo. Na quarta-feira, o dono repetiu o gesto e conta que o público atendido chegou a quase mil pessoas.

Equipe do restaurante prepara o terceiro dia de refeições gratuitas (Arquivo Pessoal/Paulo Roberto Moreira)

Ele ressalta que os alimentos não estão sendo somente para pessoas em situação de rua, mas também para aqueles que perderam emprego ou não estão conseguindo se manter durante a pandemia.

O empresário é firme em afirmar que não é político e nem quer se tornar estrela, mas espera que mais pessoas possam se inspirar e também ter atitudes solidárias durante esse período difícil. “É lógico que eu não vou mudar o mundo sozinho, mas se cada um fizer um pouquinho já ajuda demais”, pondera.

Gentileza gera gentileza

Paulo diz que espera conseguir continuar com esse trabalho até o fim da pandemia. Para isso, ele tem contado com doações e apoio de diversos lugares. “Pessoas aleatórias de Portugal, África do Sul, Itália e França já me parabenizaram e isso me incentiva demais”, comemora.

A solidariedade tem permitido que o restaurante continue atendendo quem precisa (Arquivo Pessoal/Paulo Roberto Moreira)

As doações para o projeto de Paulo tem vindo de diversos lugares. Em um vídeo compartilhado com o BHAZ, Paulo destaca a atitude de um catador de papel que passou no restaurante para fazer uma contribuição. “Isso é para você ver como o povo acredita nele mesmo”, ressalta.

Como ajudar

Caso você queira ajudar, Paulo e a equipe do Restaurante Terceira Aula continuam precisando de doações para atender cada vez mais pessoas.

Para fazer a entrega de alimentos pessoalmente, o restaurante fica na Rua Dr. Annor da Silva, número 24, bairro Boa Vista II, em Vila Velha, no Espírito Santo.

Para quem está longe ou não pode ir até o restaurante, Paulo disponibilizou uma conta no aplicativo de transações financeiras PicPay para doações em dinheiro. O usuário dele é @paulo.roberto.moreira13 , abaixo está o QR Code para transferências.

Guilherme Gurgel

Guilherme Gurgel

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco nas editorias de Cidades e Variedades no BHAZ.

Comentários