Zema pretende reabrir comércios em Minas na próxima semana: ‘Custo social enorme’

Romeu Zema pretende reabrir comércios
Anúncio foi feito em coletiva (Pedro Gontijo/Imprensa MG)

O governador Romeu Zema (Novo) cogita reabrir alguns setores do comércio em Minas Gerais a partir da próxima semana, mesmo em meio à pandemia do Covid-19. O anúncio foi feito por ele nesta sexta-feira (27) e a decisão seguirá um “estudo”.

Os números de casos do novo coronavírus em Minas são tidos como “satisfatórios” pelo governador e isso fez com que o gestor pensasse na retomada das atividades comerciais.

“Graças a Deus temos tido números, eu diria, satisfatórios. Nenhum óbito até hoje, sexta-feira 27 de março. Mas temos tido custo social enorme com a questão do isolamento e a suspensão de vários ramos do comércio”, disse.

Zema ressaltou que a “prioridade” segue a preservação da vida das pessoas. “Mas a partir da próxima semana iremos iniciar estudo para começarmos a ver o que é possível fazermos no sentido de começarmos a reativar alguns setores”.

Caso aconteça aumento nos números de casos do Covid-19 as atividades poderão ser interrompidas novamente, conforme explicou o governador.

“Isso será feito [reabertura] com o maior critério e talvez será desfeito, caso a gente perceba que os números de novos infectados estão aumentando. Será algo na condicional, não é via de mão única, mas estamos otimistas que será possível liberar algumas atividades”.

‘Realidades distintas’

Apesar de evidenciar a retomada das atividades comerciais, Zema não citou quais serão, somente ressaltou que a medida é necessária devido às “realidades distintas” do Estado mineiro.

“O corona se espalhou de forma muito desigual pelo Estado. Não seria justo todas as cidades receberem o mesmo tratamento. É como se tivéssemos uma pessoas com 42ºC de febre, uma com 40ºC e outra com 38ºC e nós dando a mesmo dosagem de medicamento”.

Os sindicatos patronais e de empregados serão chamados para negociação com relação à retomada dos trabalhos.

Por fim, o governador ressaltou que não está determinando a reabertura de “nada”. “Estamos dizendo que vai ser estudado. Toda ação vai passar pelo crivo da secretaria de Saúde e vai ser alinhada com os prefeitos”.

Vitor Fórneas
Vitor Fórneasvitor.forneas@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.