Home NotíciasVariedadesVocê ouviu? De BH à Inglaterra, estrondo no céu assusta pessoas em todo o mundo

Você ouviu? De BH à Inglaterra, estrondo no céu assusta pessoas em todo o mundo

Explicação para barulho no céu de madrugada

Em tempos de pandemia, um forte barulho vindo do céu, sem origem aparente, acaba parecendo um sinal do apocalipse. Essa foi a sensação compartilhada por várias pessoas nas redes sociais. Em diferentes localidades, internautas contam ter ouvido o bizarro som durante a noite dessa quinta-feira (2). O BHAZ conversou com especialistas que deram explicações possíveis (e científicas) para o som relatado ao redor do mundo.

Turbina de avião, caminhão, trem, zumbido, motor. Muitas possibilidades surgiram a partir das descrições do barulho nas redes sociais. “Era quase umas 3 da manhã, um barulho bem forte tipo turbina de avião, achei que era algum caminhão aqui perto mas uma galera no Instagram está falando que escutou”, escreveu uma usuária do Twitter.

Leia mais: Mayra expõe conversas assustadoras com Arthur Aguiar: ‘Você é doente’

Leia mais: Mariana Rios sofre aborto espontâneo e faz desabafo comovente

Muitos se impressionaram ao descobrir que não foram os únicos a ouvir o som e uma sensação de medo se espalhou, à medida que mais pessoas pareciam ter presenciado o fenômeno. “Primeiro as queimadas, segundo ameaça de guerra, terceiro uma pandemia, nem acabou o terceiro e já vindo esse negócio de barulho no céu, vai com calma roteirista, aqui é vida real, não dá pra regravar de novo não”, ironizou um usuário do Twitter.

Relatos internacionais

As teorias conspiratórias começaram a surgir quando internautas descobriram que o som havia sido escutado em vários lugares do Brasil. Mas quando registros do barulho foram chegando de outros países, a tensão e a curiosidade aumentaram. Internautas da Inglaterra, Estados Unidos e Alemanha relataram o som.

Mas o que pode ter acontecido, afinal?

Apesar do sentimento estranho que muita gente teve com o barulho, o fenômeno tem uma explicação científica. Segundo a professora Bruna Ignaczuk, o som pode estar ligado à movimentação de gases na atmosfera. “O som ocorre quando gases entram em contato com mudança de pressão atmosférica. Como acontece quando o ar sai de uma bexiga cheia ou de uma panela de pressão”, explica. Segundo ela, esse escape pode estar acontecendo por meio de buracos na camada de ozônio do planeta.

A professora é pós-graduada em física e afirma que a produção do barulho é natural, apesar de ser um fenômeno raro. “O primeiro registro desse som audível foi em 2012, na Rússia. Muitos barulhos que o planeta faz estão fora do nosso alcance de audição. Mas quando esses sons são traduzidos para nossa faixa de som, pode ser bem assustador”, comenta.

O fato do barulho ter acontecido durante um período de quarentena internacional pode também não ser somente uma coincidência. “Pode ser que com menos funcionamento da indústria, uma quantidade menor de poluição na atmosfera influenciou a movimentação dos gases”, afirma.

Outras teorias

A explicação da movimentação de gases parece ser a mais plausível, e o fenômeno, chamado skyquake, vem sendo estudado pela Nasa desde o seu primeiro registro. Outras explicações possíveis envolvem a movimentação de energia cósmica no espaço e interações com o campo magnético ao redor da Terra.

No entanto, isso não impediu algumas pessoas de sugerirem outras teorias, menos científicas. Uma das mais comentadas nas redes sociais é a chegada de extraterrestres ao planeta.

Outra das hipóteses levantadas foi a de uma chuva de meteoros. No entanto, meteorologistas procurados pelo BHAZ explicam que para que o som fosse ouvido em tantos lugares distantes e com tanta intensidade, o meteoro teria que ser muito grande. Um astro dessa magnitude seria amplamente notado pelos centros de estudos de astronomia, o que não foi o caso.

Outra sugestão foi a de que o barulho se trataria na verdade de uma das trombetas do Apocalipse. No livro de Apocalipse, do Novo Testamento, está escrito que sete trombetas tocariam antes do início dos eventos apocalípticos. “Dois dias já da trombeta do apocalipse tocando, mais cinco dias o mundo acaba”, comentou um usuário do Twitter.

Guilherme Gurgel

Guilherme Gurgel

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco nas editorias de Cidades e Variedades no BHAZ.

Comentários