Home NotíciasBHErro em cadastro fez idosa de BH ser apontada como 1º caso de Covid-19 no Brasil; ela morreu quarta-feira

Erro em cadastro fez idosa de BH ser apontada como 1º caso de Covid-19 no Brasil; ela morreu quarta-feira

coronavirus erro cadastro

Depois de informar que a primeira morte causada pelo novo coronavírus no Brasil havia sido registrada no dia 23 de janeiro, em Minas Gerais, o Ministério da Saúde voltou atrás e disse que a data registrada é do dia 25 de março. A mulher, na verdade, morreu nessa quarta-feira (1º).

+ Primeira morte por coronavírus foi registrada em Minas antes do Carnaval, revê Ministério da Saúde

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) afirmou que houve um erro no cadastro da paciente, uma mulher de 76 anos, moradora de Belo Horizonte. Na verdade, o caso se trata da paciente 4, que consta no Informe Epidemiológico desta sexta-feira (3).

De acordo com o órgão, a mulher é portadora de doença cardiovascular e diabetes, e apresentou início de sintomas gripais no dia 25 de março. Ela foi internada na última sexta-feira (27) e, no mesmo dia, foi coletado material para exame. O resultado positivo para Covid-19 saiu na terça-feira (31) e ela morreu nessa quarta-feira (1º).

“Importante destacar que normalmente quem realiza a notificação dos dados são os municípios ou os prestadores (hospitais) e essa notificação é cadastrada em uma plataforma nacional”, diz um trecho do comunicado da SES-MG.

Com isso, prevalece a informação anterior de que o primeiro caso da doença no Brasil é um homem de 61 anos, morador de São Paulo, que voltou da Itália e testou positivo para o vírus no dia 26 de fevereiro.

+ Homem de 61 anos que viajou à Itália é o primeiro contaminado por coronavírus no Brasil

Mais um erro

Não é a primeira vez que a SES-MG tem que corrigir uma informação divulgada e alterar os números dos casos de Covid-19 em Minas Gerais. Na manhã dessa quinta-feira (2), a pasta informou que 6 pessoas tinham morrido infectadas pelo Covid-19. No entanto, até o momento só 4 óbitos haviam sido registrados.

+ Secretaria de Saúde corrige dados e informa que 4 morreram por Covid-19 em Minas: ‘Pedimos desculpas’

De acordo com a SES, dos três óbitos incluídos no boletim da manhã, um teve exame laboratorial não detectável para Covid-19 (caso do município de São Gonçalo do Rio Preto). Outros dois ainda estavam sendo investigados (um de Juiz de Fora e um de Contagem).

Seis mortes em Minas

O informe desta sexta-feira já registra 6 óbitos, 397 casos confirmados,
além de 41.339 casos suspeitos e 64 óbitos que estão em investigação em Minas. A SES-MG informou, no documento, a idade das vítimas, onde moravam, as datas em que apresentaram sintomas de Covid-19 e as datas dos óbitos. Confira o trecho do boletim:

Paciente 1: trata-se de paciente do sexo feminino, 82 anos, residente no município de Belo Horizonte. Ela foi internada no Hospital Biocor em Nova Lima em 21/03/20, com quadro de febre, tosse e desconforto respiratório, sendo transferida para UTI em 23/03/20. Foi coletado Swab para pesquisa de COVID-19 em 23/03. A paciente apresentava comorbidades: doença cardiovascular crônica, diabetes mellitus e pneumopatia crônica. Óbito ocorrido em 29/03/20. Exame de swab detectável para COVID-19 feito em laboratório privado.

Paciente 2: sexo masculino, 66 anos, residente do município de Belo Horizonte, portador de cardiopatia e diabetes mielitus. Exame detectável por RT-PCR em laboratório da rede privada. Com amostra para realização de swab, também, na Fundação Ezequiel Dias. Óbito ocorrido em 30/03/20.

Paciente 3: sexo masculino, 44 anos, residente do município de Mariana. Óbito em 30/03/2020, em hospital do município de Nova Lima. Exame detectável para COVID-19 feito em laboratório da rede pública – Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Paciente 4: sexo feminino, 76 anos, residente do município de Belo Horizonte. Início de sintomas gripais em 23/03/20. Portadora de doença cardiovascular e diabetes. Resultado detectável para COVID-19 em 31/03/2020 emitido por laboratório privado. Óbito em 01/04/20.

Paciente 5: sexo masculino, 80 anos, residente em Uberlândia. Inicio de sintomas em 29/03/2020, com febre, tosse e dispneia. Portador de doença pulmonar crônica e doença cardiovascular. Resultado detectável para COVID-19 em 02/04/2020 por laboratório privado. Óbito em 30/03/2020.

Paciente 6: feminino, 61 anos, residente em Uberlândia. Inicio de sintomas em 26/03/2020, com febre, dispneia e mialgia. Portadora de doença renal crônica. Resultado detectável para COVID-19 em 02/04/2020 por laboratório privado. Óbito em 02/04/2020.”

Sofia Leão

Sofia Leão

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários