Home NotíciasBrasilBrasil tem 43 mil casos da Covid-19 e 2,7 mil mortes; número de infectados no mundo passa de 2,5 milhões

Brasil tem 43 mil casos da Covid-19 e 2,7 mil mortes; número de infectados no mundo passa de 2,5 milhões

mortes covid minas

Da Agência Brasil

Levantamento do Ministério da Saúde aponta que o Brasil tem 43.079 casos confirmados do novo coronavírus e 2.741 mortes registradas até esta terça-feira (21). No mundo, as infecções passaram de 2,5 milhões.

Leia mais: Número de profissionais do SUS infectados por Covid-19 sobe para 160 em BH

A taxa de letalidade no Brasil está em 6,4%. Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 2.498 novos casos e 166 mortes.

A Região Sudeste registra 23.133 (53,7%) casos confirmados da doença. Em seguida, aparecem as regiões Nordeste, com 10.868 (25,2%); Norte, com 4.431 (10,3%); Sul, com 2.991 (6,9%), e Centro-Oeste, com 1.656 (3,8%).

Em 11 de março, a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou situação de pandemia de coronavírus em todos os países. O termo é usado quando uma epidemia – grande surto que afeta uma região – se espalha por diferentes continentes com transmissão sustentada de pessoa para pessoa.

Leia mais: Sindicato dos Lojistas sugere a Kalil que ‘todos’ os comércios voltem a funcionar em BH
Dados do novo coronavírus no Brasil (Ministério da Saúde/Divulgação)

Covid-19 no mundo

As infecções de coronavírus registradas no mundo passaram de 2,5 milhões nesta terça-feira, de acordo com um cálculo da Reuters, com os casos nos Estados Unidos passando de 800 mil.

O número inclui mais de 170 mil mortes, dois terços delas reportadas na Europa.

Apesar do número crescente de casos na atual pandemia, há sinais de que a disseminação do coronavírus está diminuindo com muitos países exercendo medidas de bloqueio.

A América do Norte é responsável por um terço de todos os casos, embora até agora a região tenha relatado menores taxas de mortalidade. Nos Estados Unidos e no Canadá, 5% dos casos relatados foram fatais.

Os casos na América Latina continuam a crescer mais rapidamente do que em outras regiões e superaram os 100 mil nas últimas 24 horas.

Na China, onde se acredita que o vírus tenha se originado, novos casos diários diminuíram para menos de 20 por dia nos últimos três dias e nenhuma nova morte foi relatada nesta semana.

Comentários