Home NotíciasBHComércio de Ribeirão das Neves será reaberto: ‘O Brasil não são os Estados Unidos ou Europa’, diz prefeito

Comércio de Ribeirão das Neves será reaberto: ‘O Brasil não são os Estados Unidos ou Europa’, diz prefeito

Reabertura do comércio foi anunciada pelas redes sociais

O prefeito de Ribeirão das Neves, Junynho Martins (PSC), informou que o comércio da cidade da região metropolitana de Belo Horizonte será reaberto, de forma gradual, a partir desta quarta-feira (22). Templos religiosos também estarão autorizados a retomar as atividades.

A reabertura do comércio ocorre após o anúncio de um decreto. A informação foi repassada pelo mandatário durante uma live nas redes sociais, nessa segunda-feira (20). Junynho destacou saber da importância do setor comercial para a economia da cidade e dos comerciantes, principalmente os autônomos.

Leia mais: Isolamento cai em Minas e governo reavalia plano de flexibilização

“A prioridade é salvar vidas, mas pensando que o pico da pandemia seria em abril e agora jogaram para final maio, é humanamente impossível manter o comércio fechado”, afirmou.

Segundo o prefeito, a decisão foi tomada após uma série de conversas com equipe do Executivo municipal. “O Brasil não são os Estados Unidos ou Europa, que pode se dar ao luxo de manter comércios fechados”, comparou.

Leia mais: Guarda interrompe bailes funk com mais de 450 pessoas em Contagem

Fiscalização e templos religiosos

Com a reabertura das lojas será preciso que os comerciantes sigam uma série de recomendações. Entre elas estão o uso da máscara e a disponibilização do álcool em gel. As aglomerações dentro de estabelecimentos comerciais estão proibidas.

“Peço pra você, comerciante, atenção e cautela. Equipe de mais de 100 pessoas vão fiscalizar as ruas. A situação é muito séria e a pandemia não passou. De forma ordeira, gradativa, o comércio de Neves vai voltar a funcionar”, disse.

As igrejas e demais templos religiosos também poderão voltar a funcionar, desde que sigam as determinações do Executivo Municipal.

“Os templos religiosos vão voltar também, sem grandes aglomerações nos cultos e missa e é obrigatório o uso de álcool em gel. Vamos ter fé e juntos vamos vencer a guerra que ainda não acabou”, finalizou.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários