Home NotíciasCoronavírusPugliesi quebra a quarentena, faz festa com amigos, causa revolta e perde patrocínio: ‘Estou arrependida’

Pugliesi quebra a quarentena, faz festa com amigos, causa revolta e perde patrocínio: ‘Estou arrependida’

Após repercussão da festa, influenciadora pediu desculpas

A blogueira fitness Gabriela Pugliesi virou assunto nas redes sociais depois de fazer uma festa, na noite desse sábado (25), com amigos, em São Paulo.

A influencer, que já teve Covid-19, desrespeitou o isolamento social e reuniu vários amigos, entre eles a ex-BBB Mari Gonzalez. Ela gravou um vídeo pedindo desculpas (veja abaixo).

Leia mais: Vacina contra a tuberculose pode ser alternativa para enfrentar a Covid-19

As fotos da festa foram compartilhadas por Pugliesi nos stories do Instagram, mas algumas foram apagadas. A repercussão negativa do evento já fez ela perder patrocínio.

Nas fotos, a influenciadora aparece de rosto colado com as amigas, e isso gerou uma série de revolta nas redes. Além de Mari, e o namorado Jonas Sulzbach, estavam na festa o marido de Pugliesi e outros convidados.

Influenciadora postou fotos da festa nas redes sociais (@gabrielapugliesi/Instagram/Reprodução)
Leia mais: Primeira Miss Brasil, Martha Rocha morre aos 87 anos

O desrespeito com o isolamento social fez os seguidores criticarem a realização da festa, em plena pandemia do novo coronavírus.

“Decepcionada com você. Era pra estar dando exemplo, já que teve corona. Sabe que é muito privilegiada e que se precisasse teria acesso a um leito de UTI. Deu péssimo exemplo”, postou uma seguidora.

Uma mulher que se identificou como vizinha de Pugliesi disse não ter dormido à noite, tamanho o barulho da festa.

“Indignada com a falta de respeito e gentileza de vocês. Não dormimos por conta da algazarra que fizeram. Música alta e gente berrando. Vocês acham que estão onde?”, escreveu, dizendo que a festa acabou por volta das 7h deste domingo (26).

‘Estou arrependida’

Após a repercussão negativa da festa, a influenciadora voltou às redes sociais, mas para pedir desculpas. Segundo Pugliese, ela juntou “meia dúzia de amigos” na casa, pediu comida, bebeu e fez as postagens.

“Estou extremamente arrependida, estou mal comigo mesma, fui irresponsável, imatura, e mais uma vez eu queria pedir desculpas. Eu errei porque não é para juntar gente em casa, porque eu sei que tem pessoas passando dificuldade, porque é ofensivo, porque não ajuda ninguém neste momento”, disse.

Ver essa foto no Instagram

To super arrependida, e que sirva de aprendizado 🙏

Uma publicação compartilhada por Gabriela Pugliesi (@gabrielapugliesi) em

Apesar do pedido de desculpas, muitas pessoas continuaram contra a festa dada pela influenciadora. Entre elas, a apresentadora, atriz e comediante Tatá Werneck.

“Gabriela, você vai me achar uma babaca depois desse comentário. Mas eu acho menos importante isso do que alertar as pessoas… Minha prima médica (que pegou) chega chorando em casa. Porque eles já tem que escolher quem salvar. Você já teve. Está teoricamente ‘imune’. Eu acho que essa atitude, ainda mais pra um monte de gente que te segue e se inspira na sua vida saudável, foi inadmissível”, escreveu.

Pugliesi já teve Covid-19 e provavelmente teria contraído o vírus durante o casamento da irmã na Bahia, realizado no começo de março. Além da influenciadora, outros convidados da cerimônia testaram positivo para o novo coronavírus, como a influenciadora Shantal, a cantora Preta Gil e a atriz Fernanda Paes Leme.

+ Gabriela Pugliesi contrai coronavírus no casamento milionário da irmã

Perda de patrocínio

Como consequência da festa em período de isolamento social, a influencer começou a perder patrocínio. A Liv Up, startup que vende comida, anunciou que suspendeu as ações com a Pugliesi.

O pronunciamento veio após questionamento de um internauta. “Não incentivamos atitudes que possam colocar a saúde de qualquer pessoa em risco, assim, estamos suspendendo todas as ações que tínhamos programadas com a influenciadora e adiantamos que esse é nosso posicionamento em qualquer outra situação similar”, informou.

Comentários