Home NotíciasCoronavírusDezenas de cadáveres são descobertos em caminhões nos EUA após mau cheiro

Dezenas de cadáveres são descobertos em caminhões nos EUA após mau cheiro

cadáveres caminhões nova york eua

Dezenas de cadáveres foram encontrados armazenados em caminhões não-refrigerados fora de uma funerária do Brooklyn, em Nova York (EUA), nessa quarta-feira (29), segundo informações da NBC. Os veículos foram descobertos após moradores de locais próximos relatarem um “cheiro forte ruim” vindo dos caminhões.

Cerca de 50 corpos foram encontrados em quatro veículos de armazenamento diferentes nos últimos dias, segundo a Polícia de Nova York. A Casa Funerária Andrew T. Cleckley, localizada na Avenida Utica, no bairro de Flatlands, estava usando gelo dentro dos caminhões, em um esforço para manter os corpos conservados.

Leia mais: Leitos particulares para Covid-19 custarão quase R$ 40 mil para PBH

Mau cheiro

Uma empresa vizinha relatou ter visto vazamento de líquido da parte de trás dos caminhões, que seria água do gelo derretido. O local decidiu ligar e fazer a denúncia, segundo os oficiais da polícia. Os vizinhos também relataram um cheiro ruim emanando dos caminhões.

Leia mais: Surto de Covid-19 atinge andar do Hospital João XXIII; pacientes são transferidos

Investigadores foram vistos entrando e saindo da funerária e em torno dos caminhões desde nessa quarta-feira (29). Oficiais da polícia disseram que o dono da casa funerária estava usando os caminhões para armazenar e mover os corpos, enquanto lutava para lidar com o excesso de corpos que continua sendo um problema em toda a cidade.

Os vizinhos disseram à NBC New York que a situação já estava ocorrendo há algum tempo, e o presidente do Brooklyn Brooklyn a considerou “inaceitável” e “endêmica de um problema maior”.

“Isso vai traumatizar toda a comunidade, ver um caminhão e até um trailer cheio de corpos em uma estrada popular. Esse é um impacto muito traumatizante que vai muito além do (novo) coronavírus”, disse. “Você pode imaginar essa caminhão se não houver prateleiras aqui? Tinha os membros da família de alguém, deitados um em cima do outro”, completou.

Os corpos foram transferidos para um caminhão refrigerado maior, ainda nessa quarta-feira. As autoridades disseram que o proprietário estava esperando um caminhão refrigerado, mas usou os caminhões comuns como último recurso.

Não há onde armazenar

Casas funerárias, cemitérios, hospitais, necrotérios. Todas as empresas que lidam com os cuidados após a vida em toda a cidade e região repetiram os mesmos problemas desde meados de março: há muita demanda para lidar.

Familiares e entes queridos que perderam pessoas disseram que não é incomum levar duas ou três semanas para remover um corpo e, finalmente, ser enterrado ou cremado – independentemente da causa da morte ser a Covid-19.

Em último boletim divulgado nessa quarta-feira (29), os Estados Unidos já registravam 61.514 mortes pelo novo coronavírus, com mais de 1 milhão de casos confirmados no país. Só na cidade de Nova York são 12.774 mortes e 165 mil casos confirmados.

Comentários