Home NotíciasCoronavírusTuristas ‘invadem’ Serra do Cipó e prefeito fecha todos os comércios: ‘Não sei de onde saiu tanta gente’

Turistas ‘invadem’ Serra do Cipó e prefeito fecha todos os comércios: ‘Não sei de onde saiu tanta gente’

Mesmo na pandemia, turistas foram para Serra do Cipó

Em meio à pandemia da Covid-19 e a orientação da OMS (Organização Mundial de Saúde) com relação ao isolamento social, um grande número de turistas resolveram “invadir” a cidade de Santana do Riacho, na região Central de Minas Gerais, onde fica localizada a Serra do Cipó. Por isso, a prefeitura fechou todos os comércios nesta sexta-feira (1°).

Moradores da região se mobilizam, pelas redes sociais, pedindo que as pessoas não visitem o local de natureza exuberante e atrativa durante o isolamento social (veja abaixo).

Leia mais: ‘Achei que o vírus fosse fake’, admite jovem antes de morrer por Covid-19

O aumento no número de turistas leva medo àqueles que moram na cidade e nos distritos do entorno. Eles temem ser infectados pelo novo coronavírus, que já matou, até esta sexta-feira, 88 pessoas em Minas. Santana do Riacho não tem casos confirmados da doença, mas 16 situações estão sendo investigadas.

Prefeito disse que comércios estavam “lotados” neste feriado (Facebook/Reprodução + Arquivo pessoal)

“Desde o início da quarentena não dormimos direito, pois começou uma luta constante entre saúde e turismo”, disse ao BHAZ, Danilo Candombe, morador da região.

Leia mais: Guarda interrompe bailes funk com mais de 450 pessoas em Contagem

Só por delivery

Para tentar frear o fluxo de pessoas nos comércios, o prefeito André Ferreira (PTB) instalou o “lockdown horizontal” na cidade.

Supermercados, padarias, açougues, lojas de venda de alimentos para animais, correspondentes bancários, entre outros estabelecimentos essenciais, podem funcionar somente por meio de delivery. “As pessoas não compreenderam que é momento de ficar em casa”, desabafou Ferreira.

A medida é válida a partir das 16 h, desta sexta (1°), até às 7 h de segunda-feira (4), e só não é válida para farmácias, drogarias e postos de combustível.

“Tive que tomar esta medida, pois os supermercados estavam todos lotados. A recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) é ficar em casa, mas as pessoas estão invadindo a Serra do Cipó. E estão chegando sem máscara e nada”, contou o prefeito.

As
cachoeiras e pousadas estão fechadas e seguem sem data para reabertura, porém
isso não foi o suficiente para os turistas ficarem em casa.

“A beleza natural por si só atrai as pessoas que, em sua maioria, são de Belo Horizonte, já que tudo está fechado por lá. Elas buscam refúgio por aqui, mas o momento não é oportuno para visitas”, enfatizou André.

Por
que fechar só agora?

Moradores relatam que o aumento de turistas é observado há algumas semanas. Ao ser perguntado sobre a razão de fechar o comércio essencial somente neste fim de semana prolongado, o prefeito informou que estava conseguindo manter algum controle com relação ao fluxo de pessoas.

“Antes, a gente até conseguia fazer o controle, o problema é que agora está insuportável. Não sei de onde saiu tanta gente neste final de semana. A cidade está infestada de visitante”, revelou.

‘Jeitinho brasileiro’

Mesmo com as pousadas, ranchos e chalés fechados, os hóspedes estão “alugando casas escondidas” para aproveitar os dias de folga. A situação foi confirmada pela administração municipal.

“Eles falam que estão indo para casas de parentes, quando, na verdade, estão alugando imóveis escondidos. Esta é a forma que encontraram para burlar a lei, é o típico jeitinho brasileiro”, acrescentou o mandatário.

Denúncia e fiscalização

A prefeitura de Santana do Riacho fará acompanhamento das aglomerações na cidade utilizando drone. Outra forma de fiscalização é a denúncia dos moradores, como explica a secretária Municipal de Turismo, que pediu para não ter o nome divulgado.

“A gente vai até os visitantes, orientamos e relembramos a legislação vigente e o desejo de isolamento da comunidade. Notificamos e, no último caso, pedimos que o turista retorne para a cidade de origem”, informou.

Os moradores fazem as denúncias por meio dos canais divulgados pela prefeitura, entre eles um grupo de WhatsApp. “A fiscalização está ativa e as denúncias chegando”, complementou.

A secretária de Turismo e o prefeito ressaltaram que a cidade estará de “braços apertos” para acolher as pessoas, mas em outro momento. “Peço a compreensão para que os visitantes fiquem em casa. No momento oportuno, vamos receber todos”, ressalta o prefeito.

Prefeitura pede para as pessoas vistarem a cidade em outro momento (Prefeitura Santana do Riacho/Reprodução)

#RespeitaASerraDoCipó

Para
conscientizar as pessoas e alertar o poder público a tomar medidas para conter a
ida de turistas, Danilo criou a campanha #RespeitaASerraDoCipó.

“Acabou
tendo uma repercussão nas redes sociais e acabou balançando, um pouco, a cabeça
do poder público. Então começaram a ser mais firmes com as fiscalizações, mas
isso é pouco, pois a campanha não tem dado resultados para quem é de fora.

Ver essa foto no Instagram

Salve! Vim pedir o apoio para que possamos apoiar a prefeitura de Santana do Riacho ( SERRA DO CIPO) a dar continuidade ao excelente trabalho que tem feito na concientização sobre a pandemia do CORONA VÍRUS. Vidas importam sim! Quanto Vale a vida de Alguém? A prefeitura está sofrendo pressão de alguns grandes empresário da região para que abra a Serra do Cipó para turistas. Precisamos respeitar nossas vidas, nossa família e amigos. Não podemos deixar que isso aconteça. Em breve a Serra do Cipo estará de Braços abertos para receber todos os turistas novamente, mas para receber os turistas precisamos estar vivos. Não é brincadeira. Não vamos esperar morrer um dos nossos para poder levar a sério. Compartilhem e nos apoie na causa #RESPEITAASERRADOCIPÓ Utilize a quarentena para fazer o bem em suas redes sociais. Vamos fazer barulho pois juntos somos mais fortes. afroabraço! Danilo Candombe. #respeitaaserradocipó #coronavirus #pandemia #vidas #saude #conciencia #brasil #serradocipo

Uma publicação compartilhada por Danilo Candombe 📷 (@danilocandombeoficial) em

Danilo lamenta ver a população local lutando para conter o novo coronavírus, enquanto os turistas desrespeitam as orientações das autoridades de saúde. “É triste ver nós fazermos a nossa parte e a região encher de turistas todos os fins de semana”, desabafou.

A
campanha idealizada por Danilo ganhou apoio de artistas. Eles gravaram um vídeo
pedindo a conscientização da população para que fiquem em casa.

Ver essa foto no Instagram

Salve pessoal! Artistas, amigos e amantes da região da Serra do Cipó mandam um recado para todos e todas para que, juntos, possamos vencer essa pandemia e, em breve, voltar a receber pessoas para desfrutar da nossa região com amor e responsabilidade. Juntos somos mais fortes. Compartilhem a ideia! obrigado a todos envolvido e em especial – @danieldeoliveiramor @goretemilagres @tatofalamansaoficial @setursantanadoriacho @julinhoandrade @sergio_perere @aureacarolina @mninamaia @taiqueoficial @projetodjambe @priglendainsta @dragaovegano @turismoserradocipo @setursantanadoriacho @nadianicolau @roadtripbreu_jungle #respeitaaserradocipó #serradocipo #pandemia #coronavirus #resistencia

Uma publicação compartilhada por Danilo Candombe 📷 (@danilocandombeoficial) em

O decreto assinado pelo prefeito André Ferreira pode ser lido na íntegra clicando aqui.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários