Home NotíciasCoronavírusPrefeito de Sete Lagoas testa positivo para o novo coronavírus e é internado

Prefeito de Sete Lagoas testa positivo para o novo coronavírus e é internado

O prefeito da cidade de Sete Lagoas, na região Central de Minas, Duílio de Castro, está internado no Hospital da Unimed do município, desde a madrugada desta segunda-feira (4). De acordo com a Prefeitura, o chefe do Executivo municipal testou positivo para Covid-19 no sábado (2).

A opção pelo hospital particular foi do médico do prefeito, como forma de não comprometer leitos do sistema público, uma vez que a recomendação das autoridades é de que pacientes que possuem planos de saúde devem ser encaminhados para a rede suplementar. 

Duílio de Castro gravou uma mensagem reforçando e agradecendo as manifestações positivas para sua recuperação. Ele deverá, a partir de agora, cumprir quarentena de pelo menos 14 dias.

Leia mais: Covid-19: Minas tem novo recorde de mortes em 24h e óbitos chegam a 1.183

De acordo com informações do boletim epidemiológico do Gabinete de Gestão de Crise contra o Coronavírus em Sete Lagoas, com alta de 1,94%, o número de notificações chegou a 839, dos quais 658 são considerados em investigação, 174 deram negativo e oito casos confirmados na cidade. O prefeito está entre os casos positivos.

Parte do comércio é liberada

No dia 29 de março, parte do comércio e outras atividades privadas voltaram a funcionar em Sete Lagoas. As novas regras foram autorizadas, com restrições e seguindo protocolos do governo estadual, por meio do Decreto nº 6.256. A decisão foi tomada com base em informações técnicas e analíticas sobre a pandemia do coronavírus no município e uma alternativa para evitar aglomerações e diminuir o fluxo de pessoas na rua foi estabelecer turnos de trabalho para áreas específicas. Medidas de proteção e cuidados no ambiente de trabalho são obrigatórios.

Leia mais: Mulher ameaça mãe e filha negras sob mira de arma e vídeo choca

+ Prefeitura de Sete Lagoas volta atrás e impede reabertura de parte do comércio após recomendações do MPMG

O decreto permite a abertura em período parcial e alternado entre setores variados. Alguns ramos de atividades vão funcionar de 7h às 12h e outros de 14h às 19h.

Fica mantida ainda, segundo o decreto, a proibição de funcionamento de várias atividades que caracteristicamente provocam aglomeração ou até reúnem grandes públicos.

Marcela Gonzaga

Marcela Gonzaga

Editora do BHAZ desde fevereiro de 2020. Jornalista graduada pela Newton Paiva. Trabalhou como produtora de TV e chefe de produção durante 14 anos, com passagens pela RecordTV, Rede Minas, RedeTV!, TV TRT-MG e TV TJMG.

Comentários