Home NotíciasCoronavírusBares e restaurantes reabrirão em Nova Lima; cidade tem 93 casos confirmados

Bares e restaurantes reabrirão em Nova Lima; cidade tem 93 casos confirmados

A Prefeitura de Nova Lima anunciou a abertura gradativa do comércio local a partir desta terça-feira (5), conforme o decreto 10.043/2020. A reabertura está prevista em três etapas. Até o momento, a cidade registra 93 casos do novo coronavírus e nenhum óbito, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Bares e restaurantes poderão funcionar.

Segundo a assessoria de imprensa do município, equipes da prefeitura seguem acompanhando com atenção os boletins epidemiológicos e a situação do coronavírus na cidade, bem como as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), do Ministério da Saúde e do governo estadual.

Leia mais: Gusttavo Lima atropela ciclista e garante socorro da vítima

As medidas podem ser revistas caso a flexibilização represente algum risco para a população. “Se a abertura do comércio representar riscos para o enfrentamento ao coronavírus, as condições de flexibilização podem ser revistas e o isolamento social, reforçado”, consta no comunicado do site da prefeitura de Nova Lima.

As etapas

Na primeira etapa, que se inicia nesta terça-feira (5), estão permitidos os comércios varejista em geral, restaurantes com funcionamento de 11h às 15h, e com no máximo 1/3 da capacidade e distância mínima de 1,5 metro, empresas de estacionamento de veículos, segmentos de estética, beleza, barbearia, pet shop e escritórios em geral.

Leia mais: Idosa faz 100 anos e ganha carreata surpresa de presente: ‘Dia bonito’

2ª etapa

Na segunda etapa, que começa a partir do dia 19 de maio, os restaurantes já poderão atender em horário normal do serviço, respeitando 1/3 da capacidade. Nesta fase, os bares também poderão abrir seguindo a mesma regra. Os atendimentos e procedimentos ambulatoriais eletivos serão permitidos. Assim como as atividades físicas individuais ao ar livre, mas fica proibido o uso das academias ao ar livre.

Etapa final

Na terceira etapa, que tem início no dia 3 de junho, a flexibilização para restaurantes e bares é maior e eles poderão funcionar com no máximo 2/3 da capacidade.

Apesar do anúncio, os comerciantes ainda têm dúvidas de como essa retomada irá acontecer. Diogo Kfoury é sócio de um complexo gastronômico, no Vila da Serra, em Nova Lima e afirma que a volta do negócio não está definida. “Estamos pensando nas melhores alternativas e estamos estudando a melhor forma da reabertura”, explica.

Termo de responsabilidade

Os comerciantes que decidirem pela reabertura precisam obter uma permissão de funcionamento, mediante o preenchimento do Termo de Responsabilidade Sanitária, que pode ser acessado no site da prefeitura.

Sem previsão

Escolas, academias, atendimentos odontológicos eletivos, clubes e demais serviços como shows, festas, feiras ao ar livre, dentre outros, terão definição sobre a retomada do funcionamento após nova avaliação da situação epidemiológica do município.

Marcela Gonzaga

Marcela Gonzaga

Editora do BHAZ desde fevereiro de 2020. Jornalista graduada pela Newton Paiva. Trabalhou como produtora de TV e chefe de produção durante 14 anos, com passagens pela RecordTV, Rede Minas, RedeTV!, TV TRT-MG e TV TJMG.

Comentários