Home NotíciasCoronavírusAplicativo de BH paga 50% das rotas que motoristas faziam para que eles fiquem em casa

Aplicativo de BH paga 50% das rotas que motoristas faziam para que eles fiquem em casa

bergson motorista zumpy

O aplicativo Zumpy, de viagens compartilhadas, paralisou suas atividades em Belo Horizonte por conta da pandemia do novo coronavírus. Para não prejudicar os colaboradores da plataforma, o aplicativo resolveu pagar 50% das rotas que os motoristas costumavam fazer para que eles possam ficar em casa.

“Nesse momento de reclusão, os motoristas perderam sua fonte de renda e já enfrentam dificuldades. Porém, não vamos desamparar nossos parceiros. Iremos pagar 50% do valor das rotas para ajudá-los a enfrentar essa crise”, garante o CEO do Zumpy, André Andrade.

Leia mais: Mulher de 21 anos tem couro cabeludo arrancado em passeio de jet ski

O Zumpy faz um transporte compartilhado com as rotas, muitas vezes, de casa para o trabalho. “Ou seja, nesse momento de crise, todas as nossas rotas foram interrompidas. É o momento das pessoas ficarem em casa e diminuir a velocidade de expansão dessa pandemia. E, nessa paralisação, todos os nossos motoristas foram impactados. Eles perderam o rendimento de uma hora para outra, e não podemos deixar esse profissional totalmente desamparado”, completa o empresário.

‘Ajuda veio na hora certa’

Bergson Marinho Rocha Silva, de 49 anos, trabalha na plataforma há 6 meses e, atualmente, também dirige para outros dois aplicativos e vive somente da renda deles. “A ajuda veio na hora certa, foi de grande auxílio. A quantidade de corridas realmente caiu muito. Fiquei até surpreso em saber que eles vão dar essa ajuda para a gente. Eu tinha três contratos vigentes, que paralisaram. Esse dinheiro vai ajudar demais”.

Leia mais: Guarda interrompe bailes funk com mais de 450 pessoas em Contagem

Segundo o motorista, os outros dois aplicativo em que trabalha não ofereceram muito suporte. “Eles estão só fazendo o reembolso de álcool em gel e máscara. Um outro também está oferecendo a desinfecção do carro, mas é só isso. As corridas caíram muito e acabamos ficando desamparados nesses outros”, explica.

Com a ajuda do Zumpy, Bergson pode ficar mais em casa, e relata o medo ao fazer corridas para os outros dois aplicativos. “A gente tem o máximo de cuidado, usamos máscara, passamos o álcool em gel, mas o medo existe. Estou levando no máximo uma pessoa no carro, abro janelas, faço a limpeza do interior todos os dias. Eu sei que estou correndo risco, mas dependo disso, é minha única fonte de renda”, continua o motorista.

Bergson se protege como pode no momento das corridas nos outros apps (Bergson Silva/Arquivo pessoal)

O Zumpy é um aplicativo de carona que possibilita ao passageiro combinar rotas diárias, programadas, como de casa para o trabalho ou para a faculdade, por exemplo. A iniciativa tem como objetivo diminuir o número de carros pela cidade, reduzindo os congestionamentos e a poluição. O aplicativo funciona em Belo Horizonte e região metropolitana desde 2015.

Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários