Home NotíciasCoronavírusCovid-19 avança em Minas e ultrapassa 100 mortes; 87% dos óbitos são de pessoas do grupo de risco

Covid-19 avança em Minas e ultrapassa 100 mortes; 87% dos óbitos são de pessoas do grupo de risco

mortes minas coronavírus

Minas Gerais atingiu 106 mortes pelo novo coronavírus, segundo o último boletim divulgado pela SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais), nesta quinta-feira (7).

Já são 2.770 casos confirmados no Estado, além de 94.124 infecções suspeitas. O grupo de risco representa 87% dos óbitos.

Leia mais: Voluntários distribuem lanche para pacientes e profissionais da saúde

Os mais novos números oficiais divulgados pelo Governo de Minas são:

  • 106 óbitos (aumento de 9,3% em relação ao último boletim)
  • 123 óbitos em investigação (aumento de 12,8%)
  • 2.770 casos confirmados (aumento de 6,3%)
  • 94.124 casos suspeitos (aumento de 2,7%)

Todos as últimas nove mortes são de pessoas presentes no grupo de risco (veja abaixo). Juiz de Fora, na Zona da Mata, registrou três óbitos, sendo de dois homens e de uma mulher. Após Belo Horizonte, a cidade é a mais atingida do Estado, com 235 casos confirmados e nove mortes.

Leia mais: Pai é preso por oferecer filha de 11 anos para homem estuprá-la em Minas

Duas pequenas cidades no Sul de Minas registraram as primeiras mortes pela Covid-19. Toledo, no Sul de Minas, com pouco mais de 6 mil habitantes, teve seu primeiro óbito confirmado e tem outros cinco casos do novo coronavírus.

Outra cidade a registrar sua primeira morte foi a de Bueno Brandão, com pouco mais de 11 mil habitantes. Por lá, não há registros de casos confirmados, somente este óbito de um homem de 70 anos.

Outro fator relevante divulgado pela SES-MG é que o grupo de risco concentra a maior parte dos óbitos, com 87% das mortes pela Covid-19. No total, foram 60 mortes de pessoas do sexo masculino e 46 do sexo feminino em Minas Gerais.

Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais/Divulgação

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Vitor Fernandes

Vitor Fernandes

Repórter do BHAZ desde fevereiro de 2017. Jornalista graduado pela PUC Minas, com experiência em redações de veículos de comunicação. Trabalhou na gestão de redes do interior da Rede Minas e na parte esportiva da UOL.

Comentários