Home NotíciasBHIdoso de 81 anos é aplaudido ao deixar hospital em BH após internação por Covid-19

Idoso de 81 anos é aplaudido ao deixar hospital em BH após internação por Covid-19

Familiares de um idoso que vive em Belo Horizonte têm motivo de sobra para comemorar. É que o homem, no alto de seus 81 anos, conseguiu recuperar-se da Covid-19, após ser infectado, e recebeu alta. O senhor Gilson Marchiori chegou a passar o próprio aniversário internado. Agora, no entanto, já está em casa – onde se recupera ao lado dos filhos e da esposa.

Gilson estava internado no Hospital Felício Rocho, no Barro Preto, há cerca de 30 dias e teve alta neste sábado (9). Antes, em 18 de abril, quando completou 81 anos, ele ganhou uma “festinha” da equipe da unidade de saúde e falou com a família por videochamada para que a data não passassem em branco, mesmo diante da pandemia do novo coronavírus.

Leia mais: ‘População mais pobre infectada pelo coronavírus protege os ricos’, aponta biólogo

Um dos filhos do idoso conversou com o BHAZ e disse que o fato de o pai receber alta é a melhor notícia que já recebeu em toda a vida. “É uma gratificação muito grande. Ele sempre foi uma pessoa muito ativa, totalmente independente. A única condição foi a idade mesmo”, contou Cláudio Marchiori ao explicar que o pai não tinha doença anterior.

Ainda segundo o filho, Gerson começou a apresentar sintomas de Covid-19 uma semana antes da internação. “Ele perdeu o apetite, estava espirrando muito e muito fadigado, com dificuldade para respirar. Meu pai achou que estava bem, que fosse uma ‘gripezinha’, mas não era”, relata.

Leia mais: Menina desaparecida em BH é libertada e resgatada após cárcere privado

Cláudio explica que um irmão dele levou o pai ao médico pouco tempo depois e o idoso precisou ser internado. “Meu pai ficou em estado gravíssimo, teve um momento em que eu achei que ele não daria conta pela idade avançada, mas o quadro virou e ele foi desentubado”, diz.

Já em casa, Gerson deve começar a fisioterapia a partir da próxima segunda-feira (11). “Ele reconheceu todo mundo, os netos, está fraco, mas bem. Agora é fazer a fisioterapia para ficar forte de novo”, conta.

O filho de Gerson ainda manda um recado para quem minimiza a doença e cita o presidente Bolsonaro (sem partido). “Acredite no que o Ministério da Saúde está dizendo, principalmente quem faz parte do grupo de risco e as outras pessoas também. Não é uma gripezinha qualquer como tem dito esse verme do Sul aqui [Bolsonaro] e o verme do Norte lá [Trump]. É uma doença desconhecida ainda, o coronavírus é um vírus novo, muito grave. Cuidem dos seus idosos, não é uma gripezinha qualquer não, pode levar qualquer um de nós”, completa.

Comentários