Home NotíciasCoronavírusSete Lagoas confirma primeira morte por Covid-19; caminhoneiro estava internado no Tocantins

Sete Lagoas confirma primeira morte por Covid-19; caminhoneiro estava internado no Tocantins

Vítima estava internada no Hospital Dom Orione

A Prefeitura de Sete Lagoas confirmou a primeira morte por Covid-19 nesta quarta-feira (13). A cidade da região Central de Minas tem 14 casos positivos da enfermidade.

De acordo com o Executivo do município, a vítima era um caminhoneiro de 65 anos que estava fora da cidade desde fevereiro.

Leia mais: Estudantes com Fies podem suspender parcelas no BB a partir de hoje

O homem morreu em 10 de maio, enquanto tratava da doença no Hospital Dom Orione, em Araguaína (TO). Ele era diabético e portador de doença cardíaca crônica. As informações são do Araguaína Notícias.

Apesar da morte ter ocorrido fora de Sete Lagoas, ela acaba entrando para o balanço da cidade, conforme explica o secretário municipal de Saúde, Flávio Pimenta. “Apesar de nem o contágio e nem o óbito terem ocorrido aqui, como se trata de um morador da cidade, ele entra nas nossas estatísticas”, disse.

Covid-19

Leia mais: Morre, aos 47 anos, Jaburu; jardineiro elogiado após sofrer humilhações por erro de português

O Boletim Epidemiológico do novo coronavírus, divulgado pelo Comitê Gestor de Crise de Sete Lagoas, indica que o município chegou a 1.184 notificações, 847 casos de Síndrome Gripal inespecífica (casos suspeitos) e 14 pacientes infectados – dos quais sete estão curados e seis passando bem, porém em isolamento domiciliar.

O Comitê ainda informou que sete pacientes estão internados em hospitais com Síndrome Respiratória Aguda Grave – cinco aguardando resultados de exames, um com resultado negativo e outro positivo para Covid-19, mas que veio de outro Estado.

A prefeitura pede para a população sair de casa, somente, em extrema necessidade e que use máscara, além de reforçar a higiene pessoal.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários