Home NotíciasBrasilBolsonaro desautoriza Teich sobre cloroquina: ‘Eu que vou resolver’

Bolsonaro desautoriza Teich sobre cloroquina: ‘Eu que vou resolver’

bolsonaro teich cloroquina

Por Fernando Caixeta

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizou o ministro da Saúde, Nelson Teich, de ir contra a sua posição sobre o uso da hidroxicloroquina como tratamento ao novo coronavírus. Durante teleconferência com o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, Bolsonaro sustentou que a decisão cabe unicamente a ele.

Leia mais: Polícia investiga se Queiroz e Adriano foram cúmplices em execução no Rio

“Se o Conselho Federal de Medicina [CFM] disse que pode usar a cloroquina desde os primeiros sintomas, por que o ministro da Saúde vai dizer que é só em casos graves? A regra é essa”, defendeu. O ex-ministro da pasta Luiz Henrique Mandetta deixou o cargo em meio a polêmicas sobre o uso da medicação no tratamento. Recentemente, o maior estudo sobre o assunto, conduzido nos EUA, mostrou que não há eficácia do remédio contra a doença.

No dia 24 de abril, o presidente do CFM, Mauro Luiz Britto Ribeiro, esteve no Palácio do Planalto para levar a posição do conselho ao chefe do Executivo.

“Não é uma recomendação. O Conselho Federal de Medicina não recomenda o uso da hidroxicloroquina, o que nós estamos fazendo é dando ao médico brasileiro o direito de, junto a seu paciente, em decisão compartilhada com seu paciente, utilizar o medicamento. Nós estamos autorizando, não é uma recomendação, isso é muito importante ficar bem claro”, enfatizou o presidente da entidade na saída do encontro.

Leia mais: Voluntários distribuem lanche para pacientes e profissionais da saúde

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.

Comentários