Home NotíciasBHKalil volta a exaltar ciência, agradece universidades e crava data para determinar rumo de BH: ‘Não sou canalha’

Kalil volta a exaltar ciência, agradece universidades e crava data para determinar rumo de BH: ‘Não sou canalha’

kalil data flexibilizacao comercio covid-19 lockdown

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), revelou nesta segunda-feira (18) que já tem uma data para determinar o rumo da capital mineira quanto ao distanciamento social. Na próxima sexta-feira (22), a administração municipal vai definir se a cidade terá flexibilização do comércio ou se terá um confinamento mais rigoroso, o chamado lockdown.

+ ‘Não se trata da minha opinião. É ciência, p**’, diz Kalil sobre combate à pandemia em BH

Leia mais: Polícia investiga se Queiroz e Adriano foram cúmplices em execução no Rio

“Quero deixar claro que temos um rumo, que é a ciência. Se o Comitê de Enfrentamento à Epidemia da Covid-19 determinar que é lockdown, está determinado e vou ter que vir pra cá anunciar”, disse Kalil, ao citar a próxima sexta como data desse anúncio. “Mas temos chance muito grande de começar flexibilização gradual responsável e científica a partir da segunda (25) que vem. Depende do comportamento da população”, ponderou.

“Quero dizer à população, mais uma vez, que ninguém, absolutamente ninguém quer reabrir a cidade mais que o prefeito”, complementou, ao dizer que o município perde R$ 109 milhões por mês com o distanciamento. “Estamos fazendo o que a gente pode. Alimentando [as pessoas] com mais de 600 mil cestas básicas, kits de higiene, com todo atendimento a morador em situação de rua”.

“O que estou fazendo é ato de carinho e de responsabilidade com a população que me elegeu. Eu tenho cuidado e muito carinho com esse povo. Não sou canalha vagabundo”.

Leia mais: Mulher de 21 anos tem couro cabeludo arrancado em passeio de jet ski

Ciência

Responsável por determinar o rumo da cidade, a ciência foi enaltecida por Kalil seguidas vezes. “Eu estou seguindo a ciência e respeito profundamente quem não segue. Pensar diferente não faz de ninguém ser vagabundo, lixo. Quero dizer que nós continuamos do lado da ciência, não queremos que a população seja desprotegida por opiniões que não sejam de cientistas e médicos”, reforçou.

“Quero agradecer as universidades federais de Minas, que entregaram abaixo assinado de 950 professores por BH estar seguindo a ciência”, agradeceu Kalil, ao se referir a um movimento realizado por docentes universitários para reconhecer o esforço dele.

“Medicina não é ciência exata, mas, dentro dos critérios do comitê – estudos compartilhamos com colegas do país e mundo -, estamos seguindo rigorosamente. Fiquem em casa o máximo que puderem. Tivemos queda no isolamento e, se mudar até sexta, poderá ser flexibilizado”, disse, ao exaltar a possibilidade de flexibilizar o comércio, mas também deixar as restrições mais rigorosas.

Grupo de trabalho

Um grupo de trabalho para avaliar a reabertura gradual do comércio foi criado por Kalil no fim de abril com o objetivo de “avaliar e planejar as ações a serem executadas no âmbito municipal para a reabertura gradual e segura dos setores que tiveram as atividades suspensas em decorrência das medidas para enfrentamento da epidemia causada pelo coronavírus e de propor critérios de isolamento intermitente”.

Os integrantes do grupo poderão solicitar livremente, aos órgãos e às entidades do Poder Executivo, “o fornecimento de informações, documentos, relatórios, dentre outros”, para sustentar e ajudar no desenvolvimento dos estudos. O grupo trabalhará de forma articulada com os membros do Comitê de Enfrentamento à Epidemia de Covid-19, que foi criado em março.

Além de ter acesso direto ao Executivo, o grupo também poderá convidar especialistas e representantes de outros órgãos e entidades para participar das reuniões, que possam contribuir com informações a respeito do que será estudado e avaliado.

O grupo de trabalho está sendo coordenado pelo secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto. O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, o secretário municipal de Fazenda e o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão também fazem parte do grupo.

Vitor Fórneas

Vitor Fórneas

Repórter do BHAZ desde maio de 2017. Jornalista graduado pelo UniBH (Centro Universitário de Belo Horizonte) e com atuação focada nas editorias de Cidades e Política.

Comentários