Bolsonaro faz piada em dia que Brasil bate recorde de mortes por Covid-19

Presidente Jair Bolsonaro fez piada com uso de cloroquina (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Nessa terça-feira (19), dia em que o Brasil bateu recorde no número de mortes provocadas pelo novo coronavírus, chegando a 1.179 óbitos acumulados em 24h, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais para fazer uma piada.

O mandatário brincou com uso do medicamento cloroquina, que ele acredita ser o tratamento para a Covid-19, mesmo sem comprovações científicas sobre o efeito do remédio. “Toma quem quiser, quem não quiser não toma. Quem for de direita toma cloroquina, quem for de esquerda toma Tubaína”, disse Bolsonaro às gargalhadas.

A brincadeira foi feita durante uma entrevista ao jornalista Magno Martins, nas redes sociais. A piada no momento em que o país se aproxima de 18 mil mortes provocadas pela doença, provocou críticas nas redes sociais.

Na manhã desta quarta (20), Bolsonaro lamentou as mortes e disse que o Ministério da Saúde deve apresentar hoje um novo protocolo para uso da cloroquina no combate ao novo coronavírus. “Dias difíceis. Lamentamos os que nos deixaram”, escreveu.

Rafael D'Oliveira
Rafael D'Oliveirarafael.doliveira@bhaz.com.br

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.