Covid-19: América Latina é novo epicentro, e Brasil preocupa mais, diz OMS

Representante da Organização Mundial de Saúde, Michael Ryan, afirmou que a agência tem dado “assistência direta” aos estados mais afetados (Amanda Dias/BHAZ)

Por Érica Montenegro

O diretor do programa de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, declarou nesta sexta-feira (22) que a América do Sul se tornou o novo epicentro da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. E ressaltou que o cenário brasileiro é um dos mais preocupantes entre os vizinhos.

Ao ser questionado especificamente sobre a situação da enfermidade no Brasil, durante entrevista coletiva virtual, Ryan frisou que a entidade reconhece a gravidade do avanço do vírus no país, neste momento, e afirmou que tem dado “assistência direta” a vários estados. Na ocasião, ao citar alguns dos locais mais afetados, o diretor comentou o quadro da doença em São Paulo, unidade da Federação mais atingida em números absolutos, e Amazonas; proporcionalmente ao tamanho da população.

O Brasil registrou, nessa quinta-feira (21/05), recorde de mortes diárias, com 1.188 óbitos em 24 horas, de acordo com balanço do Ministério da Saúde. O país ultrapassou a marca de 20 mil vítimas fatais da doença e 300 mil infectados.

Leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do BHAZ.