Home NotíciasBrasilCasal deixa igreja ao som de vaias após casamento; noivos e convidados não usavam máscaras

Casal deixa igreja ao som de vaias após casamento; noivos e convidados não usavam máscaras

casamento vaias salvador

Um casal e convidados de um casamento foram alvos de protestos em Salvador, na Bahia, ao deixarem a igreja onde a cerimônia foi realizada. Após o casamento, realizado sem que o casal e os convidados usassem máscaras, moradores do local vaiaram e criticaram os noivos por fazerem uma festa ‘enquanto pessoas estão morrendo por todo o país’.

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, o casal aparece saindo da igreja e virando alvo de críticas por promoverem uma aglomeração em meio à pandemia da Covid-19. O caso ocorreu no último sábado (23), na paróquia Corredor da Vitória, no largo da Vitória, área nobre da capital baiana.

Leia mais: Novo titular do MEC diz que universidades ensinam ‘sexo sem limites’

“20 mil pessoas morrendo e vocês estão fazendo isso. É porque têm dinheiro para pagar leito na UTI. Irresponsáveis”, gritam os vizinhos enquanto o casal e os convidados deixam a igreja. “Alegria, felicidade”, responde a convidada que grava o vídeo.

A moradora rebate: “Alegria porque não é você que vai morrer. Que vergonha, vocês são uma vergonha”. Antes de encerrar o vídeo, a convidada ainda ironiza as mortes por Covid-19 no Brasil: “20 mil, aonde isso mesmo?”.

Leia mais: Neto que largou tudo para cuidar de avó de 105 anos lamenta morte

Segundo o UOL, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador afirma que as celebrações de casamentos não estão proibidas nas igrejas da cidade, desde que respeitem a quantidade máxima de até 50 pessoas e as medidas de distanciamento.

Ainda assim, no vídeo é possível ver que os convidados não usam nenhum equipamento de proteção individual para evitar a disseminação do novo coronavírus. O uso de máscaras é recomendado pela administração de Salvador e pelos órgãos de saúde.

Ainda de acordo com o site, a paróquia em que o casamento foi realizado informou que os participantes da celebração não cumpriram o combinado, que determinava que o uso de máscaras seria obrigatório.

Sofia Leão

Sofia Leão

Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Escreve com foco na editoria de Esportes no BHAZ.

Comentários