Home NotíciasBHBancos, lotéricas e Correios: Novo decreto do Kalil flexibiliza horário de funcionamento de setores

Bancos, lotéricas e Correios: Novo decreto do Kalil flexibiliza horário de funcionamento de setores

pbh decreto kalil banco correios lotéricas

Novo decreto assinado pelo prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), e publicado nesta quarta-feira (27) expande o horário de funcionamento permitido para agências bancárias, casas lotéricas e unidades dos Correios. Anteriormente, esses setores só podiam funcionar das 10h às 16h e, a partir de hoje, não têm restrição de horário.

Reprodução/DOM
Leia mais: Leitos particulares para Covid-19 custarão quase R$ 40 mil para PBH

Após dois meses de restrições de funcionamento para conter o avanço do novo coronavírus na capital, a PBH (Prefeitura de Belo Horizonte) iniciou nessa segunda-feira (25) a reabertura gradual dos comércios e serviços na cidade.

+ Salão de beleza, shopping popular e mais: PBH anuncia quais comércios poderão abrir a partir de segunda

Dentre os setores autorizados, estão salões de beleza, shoppings populares, perfumaria e lojas de peças e acessórios de veículos automotores (confira lista completa abaixo).

Leia mais: Vacinas poderão controlar a Covid-19, diz diretor do Butantan

Confira a lista completa de comércios que estão autorizados a funcionar desde a última segunda-feira (25):

Reprodução/DOM

Para funcionar, os novos setores deverão cumprir uma série de recomendações e orientações, listadas pelos especialistas que compõem o comitê de combate a Covid-19, criado pela PBH:

  • Colaboradores do grupo de risco não vão voltar a trabalhar, eles devem permanecer em casa
  • Higienização das mãos e distância das pessoas de 5 metros quadrados por pessoa. Em uma área de 30 metros, somente 6 pessoas, incluindo os vendedores e clientes
  • Disponibilizar álcool em gel
  • Não realizar promoções
  • Não haver bebedouros coletivos
  • Reduzir lotação dos elevadores
  • Ar condicionado desligado
  • Salões de beleza somente com hora marcada, intervalo de 30 minutos de um atendimento para outro para acontecer higienização
  • Sinalização no chão para respeitar o distanciamento

Os comércios considerados essenciais, que estão liberados há mais tempo, continuam com o funcionamento permitido. Alguns segmentos possuem restrição de horário.

Confira:

Reprodução/DOM

Fila

Logo no primeiro dia de flexibilização do comércio, as filas ao redor do shopping Oiapoque, no Centro da capital mineira, impressionaram. Os clientes que aguardavam a liberação para entrar no centro comercial chegavam a dar a volta no quarteirão.

+ Saudade de comprar, fila, alívio e preocupação: Oiapoque tem reabertura movimentada

Apesar das medidas de controle adotadas pelo empreendimento para barrar o avanço do novo coronavírus, como medição de temperatura e marcações para distanciamento, nem todos cumprem requisitos mínimos de segurança em meio à pandemia. Algumas pessoas foram flagradas sem máscaras, inclusive na longa fila que formou-se para acessar o shopping.

Rafael D'Oliveira

Rafael D'Oliveira

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.

Comentários