Home NotíciasCoronavírusMinas tem 10,6 mil casos de Covid-19 e pico da doença passa para a segunda metade de julho

Minas tem 10,6 mil casos de Covid-19 e pico da doença passa para a segunda metade de julho

minas casos covid pico

Minas Gerais chegou a 10.670 casos de Covid-19 de acordo com dados do boletim epidemiológico divulgado pela SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde), na manhã desta segunda (1º). Ao todo, já são 218 mortes. Segundo o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, o pico da doença deve ocorrer no dia 19 de julho, podendo chegar a 2,3 mil casos de Covid-19 por dia.

“Todas as projeções dependem do que
forem acontecendo ao longo do tempo. Se o isolamento aumentar, teremos números
menores. Se o isolamento diminuir, podemos ter um aumento de infectados”,
disse.

Leia mais: Jovem morre por Covid-19 em Minas após acreditar ter sido curado

Os mais novos números da Covid-19 divulgados
pelo Governo de Minas são:

  • 278 óbitos (aumento de 2,5% em relação ao último boletim)
  • 5.051 casos em acompanhamento (queda de 5,4%)
  • 10.670 casos confirmados (aumento de 1,9%)
  • 5.341 casos recuperados (aumento de 10%)

Em entrevista na Cidade Administrativa, nesta segunda, Carlos Eduardo reforçou a importância do isolamento em Minas, que foi capaz de diminuir a transmissão da doença.

Leia mais: Governo abre caminho para a volta do futebol em Minas

“O isolamento continua sendo a principal medida de controle desta epidemia. Se não tivermos isolamento, e o crescimento for exponencial, não tem como a capacidade instalada de saúde dar conta da epidemia”, disse.

Segundo o secretário, no início da pandemia em Minas, em março, a transmissibilidade do vírus era 3,5, ou seja, um infectado poderia passar a doença para mais de outras três pessoas.

“Em minas, quando identificamos o perfil da epidemia, em análise global, esse número atual é de 1,42. Desta forma, um infectado transmite para pouco mais de uma pessoa. Isso mostra a importância do isolamento e das medias que estão sendo tomadas”, ressalta.

Reforce a proteção contra o vírus

A SES-MG orienta que a população tome algumas medidas de higiene respiratória para evitar a propagação da doença, são elas:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Rafael D'Oliveira

Rafael D'Oliveira

Repórter do BHAZ desde janeiro de 2017. Formado em Jornalismo e com mais de cinco anos de experiência em coberturas políticas, econômicas e da editoria de Cidades. Pós-graduando em Poder Legislativo e Políticas Públicas na Escola Legislativa.

Comentários