Home VeículosAcelera aíHilux reestilizada é mais robusta e tem novos itens de série e conectividade

Hilux reestilizada é mais robusta e tem novos itens de série e conectividade

A nova Hilux já está no forno e prestes a chegar ao Brasil até o final do ano. O modelo, que é produzido na Argentina, teve mudanças no visual externo e interno e ainda ganhou alguns itens de série, sobretudo de conectividade.

Leia mais: Veículos pegam fogo e 4 pessoas morrem carbonizadas em grave acidente
Foto: Toyota/Divulgação

E pick-up da Toyota chega aos países da Ásia em outubro e a aqui no final do ano. É previsão, porque em tempos de pandemia a gente não consegue mais cravar nada.

Importante salientar que as mudanças valem tanto para a pick-up
quanto para a versão fechada, a SW4.

Mais cavalos

A capacidade da caçamba não mudou, assim como o câmbio manual de seis marchas e o automático. Mas o motor é o 2.8 turbodiesel de 204 cv de potência, 27 cv a mais que a versão atual. O torque também está 6 kgfm maior.

Leia também: Toro mais completa

A Hilux está mais robusta, principalmente na frente. Ela recebeu mudanças mais profundas na dianteira, que trazem faróis mais afilados em LED, novos para-choques e uma grade frontal redesenhada. O veículo ostenta novas lentes nas lanternas também em LED.

Foto: Toyota/Divulgação

Central multimídia

No interior, estreia uma nova central multimídia mais atual
e que inclui conectividade para Android Auto e Apple CarPlay. E as novas opções
de revestimentos são de acordo com a versão escolhida.

O pacote de segurança chamado Safety Sense já vem na nova Hilux. Ele inclui alerta de colisão frontal, piloto automático adaptativo e alerta de mudança de faixa.

Outros equipamentos são sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, partida do motor por botão, destravamento das portas sem chave e ar-condicionado digital.

Leia também: Avaliação do Toyota Corolla Hybrid

Reforçando a exclusividade da nova linha Hilux, uma ampla gama de acessórios permitirá que os clientes adaptem ainda mais seus veículos às suas próprias necessidades de trabalho ou lazer. Isso inclui uma barra esportiva de resina, uma tampa de rolo de alumínio elétrico, travamento da porta traseira, uma capota rígida e uma fonte de alimentação montada no deck de 12V.

Foto: Toyota/Divulgação

Nova bucha

A suspensão da pick-up se beneficia do ajuste dos amortecedores dianteiro e traseiro, design aprimorado das molas e nova bucha para combinar uma condução mais suave com impacto reduzido em degraus e furos.

Leia também: O teste do Toyota Yaris XLS 1.5 CVT

As credenciais off-road foram aprimoradas por uma nova
função eletrônica que reproduz o efeito de um LSD mecânico (nos modelos 2WD); a
redução da rotação do motor em marcha lenta de 850 a 680 rpm e uma resposta do
acelerador ajustada para maior controle do motorista; um sistema VSC
atualizado; e um novo monitor de ângulo dos pneus.

No caso da versão SW4, o SUV pode vir ainda com abertura elétrica do porta-malas por sensor embaixo do veículo e câmera com visão em 360 graus.

Acesse: www.aceleraai.com.br

Acelera Ai

Acelera Ai

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários