Novo fetiche surpreende ao escalar atores para humilhar ex-namorados; conheça o ‘spite porn’

spite porn pornografia humilhacao
Modalidade surgiu após pedido personalizado de cliente (Arquivo EBC + Reprodução/Rolling Stone)

Uma nova “modalidade” de pornografia tem chamado a atenção de diversas pessoas ao redor do mundo por suas características pouco convencionais mesmo para o gênero. Trata-se do “spite porn” (ou “pornô de rancor”, em tradução livre): uma prática onde os atores são pagos para seduzir e depois humilhar algum ex-companheiro de quem contratou o serviço.

A nova prática, uma espécie de “vingança por encomenda”, começou a ser oferecida pela atriz pornô estadunidense Allie Eve Knox. Em entrevista à Rolling Stone, ela deu mais detalhes sobre o novo fetiche e explicou que o número de humilhações encomendadas é crescente.

De acordo com a Knox, o primeiro pedido do tipo que ela recebeu foi de uma mulher recém-divorciada que queria que a atriz ajudasse a humilhar o ex-marido. “Uma mulher acabou de encomendar um vídeo meu para enviar para o ex-marido e fazer com que eu o envergonhasse por toda a me*** que ele fez enquanto estavam juntos e eu nunca me senti mais necessária”, publicou, à época.

‘Surpresa inesperada’

Para a cliente, o vídeo, classificado dentro do gênero que Knox cunhou como “spite porn”, “seria uma boa forma de fazê-lo enxergar a pessoa terrível que ele é”. Como costuma fazer com todos os clientes, a atriz perguntou à mulher o que ela gostaria de acrescentar ao vídeo e recebeu de volta uma lista de detalhes: “A obsessão dele por pornô, seu narcisismo, como ele é egoísta… Coisas que poderiam servir para a maioria dos homens”.

Então, Knox gravou duas versões: uma específica para a encomenda e outra mais genérica, que poderia ser revendida para outros clientes. O vídeo começa com a atriz sentada no chão, conversando com o espectador em um tom sedutor: “Eu sei que é uma surpresa inesperada, mas alguém comprou esse vídeo especialmente para você”. Então, ela começa a se tocar por alguns minutos.

É aí que o tom do vídeo muda. “Agora que você está exatamente onde eu quero, vou compartilhar um pequeno segredo: eu fiz amizade com a sua ex-esposa”, diz a atriz, que logo em seguida começa a listar vários insultos atribuídos ao homem em questão, como “estúpido, descuidado e egoísta”.

‘Pornografia personalizada’

De acordo com Knox, o sucesso que a iniciativa vem conquistando é atribuído à peculiaridade do pedido. Ela conta que, ao longo da carreira, já recebeu inúmeros pedidos inusitados, mas nunca alguém que quisesse humilhar um ex-companheiro.

Outro ponto que contribuiu para a ampliação do gênero foi o aumento da procura por pornografia personalizada, que é quando o cliente pode fazer pedidos específicos para o conteúdo que quer consumir. Knox explica que a demanda cresceu muito durante a pandemia: “Eu acho que essa é a verdadeira onda de pornografia personalizada”.

Ela também conta que não sabe se sua primeira cliente do gênero chegou a enviar o vídeo para o ex-marido, mas fica feliz por poder ajudá-la durante um momento complicado. “E se ela enviou, então ele merece toda o constrangimento que eu mandei”, conclui.

Giovanna Fávero
Giovanna Fáverogiovanna.favero@bhaz.com.br

Estudante de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Escreve com foco na área de Guia e Cultura no BHAZ.