Home VeículosAcelera aíAcelerando em Duas Rodas: Nova Tiger 900 tem 100 cc a mais que antecessora

Acelerando em Duas Rodas: Nova Tiger 900 tem 100 cc a mais que antecessora

Com a responsabilidade de manter a posição da marca Triumph entre as big trail mais vendidas no Brasil, a nova Tiger 900 chegou com muitas novidades para substituir a Tiger 800 nas versões topo. Pelo nome já podemos ver que é o motor conta com mais cilindrada. São cerca 100 cc de cilindrada (sempre arredondam o número da cilindrada) a mais do que bem-sucedida antecessora.

A nova Tiger 900 está disponível em duas versões (Foto: Triumph/Divulgação)

Duas versões

Pelas fotos da nova Tiger 900, podemos ver o novo visual, com novos faróis retangulares. Ela chegam em duas versões: GT Pro, com rodas de liga-leve e aro 19 (preço de R$ 57.990), e a Rally, com rodas raiadas, aro 19 na traseira e 21 na roda dianteira (R$ 59.990). Porém, a Triumph já avisa que esses preços são promocionais e que serão reajustados no segundo semestre.

Leia também: Mr. Walter Davidson

Motor três cilindros

Na nova Tiger 900, a cilindrada maior do novo motor de três cilindros entrega a mesma potência no pico (95 cv a 8.750 rpm) da anterior, no entanto, a marca informa que há ela 9% maior nas rotações intermediárias. O maior ganhou foi torque (8,87 kgfm a 7.250 rpm), 10% a mais, e isso é mais importante do que do aumento de cavalos. O radiador passou a ser duplo para reduzir o calor sentido pelo piloto.

Para alimentar este motor, o tanque ganhou mais um litro de capacidade, e agora comporta 20 litros. Para uma receita teórica para menor consumo, a nova geração está cinco quilos mais leve que a 800 graças também ao novo quadro. Assim, mais torque, tanque maior e mais leve, esperamos uma autonomia maior nas viagens.

ABS otimizado

Os freios da nova Tiger 900 agora são Brembo Stylema, com pinças monobloco e com ABS otimizado para curvas. As suspensões foram retrabalhadas e trazem ajustes eletrônicos.

Leia também: Ducati aventureira

Essas são as versões topo com painel de com tela colorida TFT de 7 polegadas, sete modos de pilotagem, faróis e luzes em LED, novo sistema de auxílio de troca de marchas, entre outros itens, tudo de série. Agora é aguardarmos as versões de entrada e intermediária.

Museu da Ducati pode ter visita virtual (Foto: Ducati/Divulgação)

Museu virtual

Esta dica é para os fãs da marca italiana Ducati. É a visita virtual ao Museo Ducati. Para ir direto ao museu, pois achar o acesso na página da marca não é fácil, copie o seguinte link https://www.ducati.com/it/it/borgo-panigale-experience/museo-ducati. Depois, no final da página principal há um acesso ao Museo Virtual. Eles utilizam a tecnologia do Google Street, só há o passeio pelos corredores, não sendo possível clicar nas motos e ter informações sobre elas. Porém, é possível, dependendo da qualidade da tela que estiver usando, ampliar a imagem da placa sobre a moto, que as principais informações do modelo e sua história estão lá, em italiano e inglês.

Texto: Marcos Villela

Marcos Villela é jornalista. Começou a escrever sobre motocicletas em 1988 aos 18 anos em jornais de Minas Gerais e, em 2006, como diretor de núcleo da Motor Press Brasil, foi diretor de redação da prestigiada revista “Motociclismo” entre 2006 e 2015. Motociclista há 31 anos e apaixonado por motos, também é jornalista especializado em transportes e editor da revista “Transporte Mundial” desde 2002.

Acesse: www.aceleraai.com.br

Ouça aqui o Acelera Bandnews sobre o mesmo tema (link)

Acelera Ai

Acelera Ai

Jornalistas Eduardo Aquino e Luís Otávio Pires são os editores do site Acelera Aí e da seção veículos do portal Bhaz

Comentários