Home NotíciasVariedadesCapa da Folha anunciando Mário Frias como secretário da Cultura gera polêmica

Capa da Folha anunciando Mário Frias como secretário da Cultura gera polêmica

capa folha frias

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou o novo nome que assumirá o comando da Secretaria Especial da Cultura nessa sexta-feira (19). Mas não foi a nomeação do ator Mário Frias que despertou discussões neste sábado (20). O jornal Folha de S. Paulo usou uma foto do ator seminu em um ensaio como capa do caderno “Ilustrada”, chamando Frias de “o novo homem do presidente”, e gerou polêmica.

Mário Frias é ex-galã da novela “Malhação” e a foto usada para ilustrar a notícia faz parte de um ensaio feito pelo ator nos anos 2000 para o site Paparazzo. Na publicação, a Folha relembra o passado de Frias como ator na Globo e na Bandeirantes e recorda a aproximação do ator com membros do governo.

Leia mais: Vander Lee é homenageado pelo irmão em websérie sobre sambistas mineiros

Repercussão

A capa dividiu opiniões nas redes sociais e despertou um debate sobre homofobia. Para alguns, a foto e o texto usados na publicação soaram como um “deboche” e uma “alfinetada” para incomodar o presidente Jair Bolsonaro.

Leia mais: Flávio Bolsonaro pede troca de promotores do Rio em investigação da ‘rachadinha’

Críticas

Por outro lado, alguns interpretaram o uso do ensaio sensual como uma forma de “diminuir” o novo secretário e consideraram a insinuação de um relacionamento do ator com Bolsonaro, por meio da frase “o novo homem do presidente”, uma atitude homofóbica por parte do jornal.

“Vcs não acham moralista a folha postar o Mario Frias pelado e uma sugestão homoerótica no título? Enfim. Não acho que a classe artística precisa de mais moralismo para ser defendida. A gente tem que criticar as coisas pelo que elas são”, questionou uma jornalista no Twitter.

Em resposta, um internauta rebateu: “Achei satírico só, uma referência ao tom surreal desse governo. O cara não é um gestor de nada nem ator. É uma dessas figuras que os bozos tiram de um alçapão bizarro. E é quase certo que o título é uma sacanagem com o All the President’s Men, sobre o watergarte e o nixon”.

Comentários